O protagonismo das mulheres dentro do Poder Judiciário e do MPU é tema de vídeo do Sindjus-DF em homenagem ao dia 8 de março

Um mundo mais justo e igualitário. É isso que a sociedade e as instituições públicas almejam e têm o dever de construir com ações afirmativas e efetivas para garantir que homens e mulheres tenham acesso igual a oportunidades, direitos e salários. Embora a luta por equidade de gênero ainda esteja longe do fim, as mulheres estão, cada vez mais, ocupando os espaços e protagonizando uma história de heroísmo, lutas e vitórias.

Dentro do Poder Judiciário e do MPU não poderia ser diferente. Atualmente, a participação feminina dentro das instituições do PJU e MPU ultrapassa o número de homens, muito embora elas ainda não sejam as principais a ocupar cargos de direção, chefia e assessoramento.

O Dia 8 de Março é marcado por um forte simbolismo e vem como um grande movimento, que deve ser relembrado durante todo ano, para valorizar as mulheres, reforçar políticas de igualdade de gênero e o empoderamento feminino, além de prevenir casos de assédio, violência e discriminação.

E o Sindjus-DF, pautado no compromisso de garantir que esse movimento repercuta na sociedade e em todas as esferas do Poder Judiciário e do MPU, entrevistou mulheres que exercem diferentes papéis dentro do PJU e MPU, para que elas, por elas, pudessem falar dos desafios, expectativas e avanços na luta das instituições para acabar com as barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres de atingir seu máximo potencial.

De forma simples, o vídeo convida todos para uma reflexão a respeito da responsabilidade de homens e mulheres na construção de um mundo mais justo e fraterno. Todo dia é dia da Mulher!

Confira!

 

🔥887 Total de Visualizações