Sindjus-DF se reúne com 1º vice-presidente do TJDFT para dar continuidade aos pedidos de apoio à pauta dos servidores

No dia 10 de junho, os coordenadores do Sindjus-DF Abdias Trajano, Anderson Ferreira e Francisco Xavier se reuniram, presencialmente, com o 1º vice-presidente do TJDFT, desembargador Ângelo Passareli, e com a juíza auxiliar Marília Garcia, para tratar das demandas da nossa categoria em curso e solicitar apoio a diversas questões de interesse dos servidores, como a luta pela recomposição salarial e pontos fundamentais ligados à carreira. Importante lembrar que no dia 06 de junho, o Sindicato havia se reunido com o 2º vice-presidente do TJDFT, desembargador Sérgio Rocha, também com esse intuito. Essas reuniões fazem parte da construção de um canal de diálogo entre a Diretoria do Sindjus-DF e a nova gestão do tribunal, que tomou posse no final de abril.

Reajuste
Os dirigentes informaram ao 1º vice-presidente do TJDFT que os servidores se encontram com salários bastante defasados em razão da falta de uma política salarial e das constantes perdas inflacionárias. Foi apresentado ao desembargador Passareli uma relação de dados provenientes de estudo encomendado pelo Sindicato acerca dessa defasagem bastante grave, pois da Lei 11.416/2016 (PCS 3) até o final de 2021, os servidores perderam mais da metade do seu poder de compra. De 2016 (data do último reajuste) até dezembro de 2021, as perdas foram de 31,88%.

Os coordenadores do Sindjus-DF explicaram que a Casa Civil chegou recentemente a consultar o presidente do STF, Luiz Fux, sobre uma revisão geral de 5%, mas que o presidente Bolsonaro não deu prosseguimento a essa intenção. Também informaram que o Supremo está construindo uma proposta de recomposição salarial para 2023 e aproveitaram para pedir o apoio do TJDFT no tocante a essa causa, que é urgente e necessária.

O desembargador Passareli afirmou ser favorável à recomposição salarial e disse entender a preocupação do Sindicato, pois os magistrados também se encontram sem reajuste e tendo perdas inflacionárias.

Pró-Saúde
Foi explicado ao 1º vice-presidente que o TJDFT é o único tribunal que não tem um representante do Sindjus-DF no Conselho Deliberativo do Plano de Saúde e que isso tem trazido prejuízos aos beneficiários, pois ninguém melhor que o Sindicato para apresentar e defender os interesses dos servidores. O coordenador-geral Abdias Trajano esclareceu que o objetivo deste pleito é promover a paridade no Conselho Deliberativo do Pró-Saúde e que a intenção do Sindjus-DF é fortalecer e melhorar o plano.

O desembargador Passareli ficou de discutir essa reivindicação com o presidente do Pró-Saúde, desembargador Roberval Belinati.

Carreira
Os representantes do Sindjus-DF também pediram o apoio do 1º vice-presidente do TJDFT às principais demandas de cada segmento da nossa carreira, como NS para técnicos, direito de advogar para bacharéis em Direito com inscrição na OAB, consolidação da Polícia Judicial e reenquadramento dos auxiliares. Os dirigentes fizeram um histórico de cada um desses pontos, que estão em discussão no Fórum Permanente de Carreira instalado pelo CNJ. O desembargado Passareli ouviu atentamente e demonstrou simpatia a esses pleitos, salientando a importância de se promover melhorias na carreira.

Estacionamento
A reunião ainda discutiu uma questão específica do TJDFT: a dificuldade de os servidores encontrarem atualmente vagas de estacionamento na Sede. Informaram ao 1º vice-presidente do TJDFT que colegas chegaram ser multados por estacionarem em local indevido e que esse problema precisa de uma solução. Os dirigentes chegaram a propor algumas alternativas.

Conclusão
Ao final de duas horas de reunião, onde cada ponto foi muito bem discutido, os coordenadores do Sindjus-DF saíram da 1ª Vice-Presidência satisfeitos e otimistas. Para o coordenador-geral Abdias Trajano, esse diálogo franco com o TJDFT é positivo e tem tudo para render bons frutos: “Quero registrar o meu agradecimento ao vice-presidente, desembargador Ângelo Passareli, e à juíza Marília Garcia, por receberem o nosso Sindicato de forma tão amistosa e pelo apoiamento às demandas apresentadas. Vamos continuar dialogando, atuando estrategicamente e angariando apoios importantes às nossas lutas”.

🔥446 Total de Visualizações