PGR encaminhou PL do reajuste dos servidores do MPU ao Congresso Nacional nesta quinta-feira

A PGR encaminhou, nesta quinta-feira (08/9), ao Congresso Nacional, o anteprojeto de lei do reajuste dos servidores do MPU, que recebeu a seguinte numeração: PL 2442/2022. Em reunião recente com o chefe de gabinete da PGR, o procurador Darlan Airton Dias, o Sindjus, que foi representado pelos Coordenadores Cledo Vieira e Anderson Ferreira, foi informado sobre o envio desse projeto com o mesmo índice de reajuste aprovado pelo Poder Judiciário – 18%, atendendo assim reivindicação feita pelo Sindicato.

O reajuste é escalonado em quatro parcelas, não cumulativas, com início em abril de 2023 (5%). As próximas parcelas são em agosto de 2023 (4,25%), janeiro de 2024 (4,25%) e julho de 2024 (4,5%). Como diz a justificativa do projeto, trata-se de uma recomposição parcial dos servidores do MPU e que é essencial à manutenção de condições básicas para a retenção de talentos e a efetividade das políticas de gestão de pessoas no âmbito do Ministério Público da União.

A Diretoria do Sindjus já atua, juntamente com a assessoria parlamentar da entidade, para conquistar o apoio necessário nas Casas Legislativas para a aprovação desta matéria. “A luta já começou e contamos com os colegas do MPU participando das atividades do Sindicato. Fique atento às convocações. Precisamos unir esforços para viabilizar o nosso reajuste. Vamos lutar juntos e colocar fim a esse congelamento e ao reajuste zero”, afirmou Costa Neto, que é coordenador-geral do Sindjus.

Fortaleça o seu Sindicato. Filie-se ao Sindjus!

🔥598 Total de Visualizações