Previsão orçamentária do Sindjus para 2023 é aprovada por unanimidade

Na tarde de quarta-feira (7/12), os servidores do Poder Judiciário e MPU, reunidos no auditório STJ e em modo virtual para os Estados do Norte, aprovaram, por unanimidade, a previsão orçamentária para 2023. A assembleia foi pautada pela transparência e apresentou uma proposta balizada nas receitas e despesas de 2022 e na projeção para o próximo ano.

O coordenador-geral do Sindjus, Costa Neto, destacou que a previsão orçamentária tem natureza autorizativa e não impositiva e foi construída em parceria com o Conselho de Delegados Sindicais. “A grande maioria trabalhou e participou da construção da proposta”. “Foi uma proposta muito balizada e projetada com base na do ano de 2022”, declarou Costa Neto.

De acordo com Ednete Bezerra, coordenadora de administração e finanças, foi feita uma discussão aprofundada para construir a proposta, que garantiu a manutenção de reservas importantes para o Sindicato, como o fundo de mobilizações e greve de 10%. A coordenadora ainda destacou a preocupação do Sindicato no investimento em ativos importantes, como a compra de salas, que garantem a valorização dos investimentos do Sindjus e melhora a estrutura de atendimento aos filiados.

Para Anderson Ferreira, também coordenador de administração e finanças, o trabalho da diretoria está pautado na racionalidade e boa destinação dos recursos.

O resultado unânime da assembleia reflete o profissionalismo com o qual a atual diretoria do Sindjus tem atuado, reafirmando o compromisso com a defesa dos direitos e interesses da categoria.

🔥1.6 K Total de Visualizações