Sindjus participa do I Encontro Nacional de Bibliotecas Judiciárias, promovido pelo TRF1

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), por meio da Divisão de Gestão de Informação e Biblioteca (Digib), está promovendo, nos dias 16 e 17 de março, o I Encontro Nacional de Bibliotecas Judiciárias (I ENABIJUD), no auditório da sede da Escola de Magistratura Federal da 1ª Região (Esmaf), em Brasília. O evento, que acontece no mês em que se comemora o Dia do Bibliotecário (12 de março), tem o apoio do Sindjus.

O primeiro dia de evento contou com a solenidade de abertura, que teve a presença de várias autoridades, com diversas palestras, debates e painéis. Discutiu-se, por exemplo, o futuro das bibliotecas, a gestão da Biblioteca do Tribunal Regional Federal da 1ª Região e as bibliotecas digitais.

Segundo a organização do I ENABIJUD, o objetivo do encontro é compartilhar boas práticas e fomentar iniciativas de gestão de informações dos seus órgãos por meio de novas tecnologias, inovação e projetos estratégicos, além de incentivar a capacitação continuada dos bibliotecários e servidores das 143 bibliotecas jurídicas distribuídas no país, e de valorizar a memória e o Patrimônio bibliográfico dos vários órgãos do Poder Judiciário.

O coordenador do Sindjus Eiraldo Pimenta participou do evento e se manifestou, fazendo uma breve apresentação do Sindicato e enfatizando a importância do Encontro Nacional de Bibliotecas Judiciárias: “O Sindjus-DF é uma organização que visa defender e promover os interesses dos servidores do PJU e MPU. Além de lutar por melhores condições de trabalho, salários e benefícios, ele também desempenha um papel importante na promoção de eventos culturais, ou seja, ele organiza, patrocina e apoia eventos culturais que tenham relação com a nossa categoria, a exemplo deste que estamos vivenciando: 1⁰ ENABIJUD. Um evento que contribui para expandir o conhecimento e faz avançar a tecnologia em nosso ambiente de trabalho.”

“Conseguimos reunir neste momento mais de 200 profissionais para compartilhar boas práticas, discutir o futuro das bibliotecas e como atender às necessidades estratégicas nos tribunais”, afirmou Marilia Mello, coordenadora do evento, que ainda discorreu sobre o cenário atual: “Há alguns anos vivenciamos o fechamento de bibliotecas e a transformação dos cargos de bibliotecários sem o reconhecimento devido a este espaço e seus profissionais. É importante que a alta administração e o corpo jurídico reconheçam o papel crucial que as bibliotecas desempenham no Poder Judiciário, o qual pode ser comprovado pelos diversos projetos e atividades em andamento nas bibliotecas jurídicas distribuídas pelo país.”

Em seu segundo dia, o I ENABIJUD conta com uma série de palestras, inclusive sobre Inovação, Direitos Humanos e Agenda 2030, e a apresentação do Diagnóstico das Bibliotecas do Poder Judiciário. O evento termina com as visitas técnicas às Bibliotecas do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça.

Fortaleça o seu Sindicato. Filie-se ao Sindjus!

🔥195 Total de Visualizações