Sindjus se reúne com diretor-geral do Superior Tribunal Militar para discutir demandas da polícia judicial

Os coordenadores do Sindjus Igor Mariano e Gilson Teodoro se reuniram com o diretor-geral do Superior Tribunal Militar (STM), José Carlos Nader Motta, para discutir proposta de alteração na escala da polícia judicial que circulou entre os tribunais superiores. A reunião teve como objetivo debater os motivos e consequências da mudança na escala, bem como buscar soluções para atender as demandas dos servidores.

Também participaram da reunião, a assessora do diretor-geral, Fabíola de Lima Teixeira, o assessor de segurança institucional do STM, coronel Leo Vaez e o supervisor Veloso.

Durante a reunião, o diretor-geral do STM confirmou que participou de uma reunião com os demais diretores-gerais dos tribunais superiores para tratar do tema, e que o argumento lançado era que as horas de descanso causavam um afastamento muito longo dos policiais judiciais, prejudicando a relação de pertencimento entre servidores e administração. Porém, o coordenador jurídico do Sindjus, Igor Mariano, afirmou que esse argumento não passava de uma narrativa sem sustentação na realidade.

O Sindjus destacou que uma escala unificada seria prejudicial, uma vez que desconsideraria as peculiaridades entre os tribunais. O diretor-geral concordou com isso e se colocou à disposição para estudar a melhor forma de solucionar a questão.

Além disso, o Sindjus também apontou a ausência de estudos médicos que apontem os impactos da nova escala para a saúde dos policiais judiciais. Enquanto as escalas vigentes tiveram vasto debate e aprofundados estudos de saúde para serem implementadas.

Os coordenadores do Sindjus ainda destacaram que a eficiência do efetivo se alcança com a criação de novas vagas para preenchimento por concursos públicos, com o fim da extinção dos cargos e do desvio de função, e não sobrecarregando o quadro já exaurido com o acúmulo de atribuições e pouco renovado pela falta de provimentos. O diretor-geral concordou e já determinou o preenchimento das vagas em claro existentes com listas de concursos vigentes.

A reunião foi encerrada com o diretor-geral se colocando à disposição do Sindjus para o recebimento dos pleitos da categoria. O Sindjus também se colocou à disposição para atuar na construção de um espaço de interlocução permanente com o STM e agradeceu a recepção e abertura do diálogo.

🔥423 Total de Visualizações