Sindjus busca não absorção dos Quintos em sessão do CJF em Porto Alegre

O Sindjus está empenhado em busca da não absorção dos Quintos para os servidores do Poder Judiciário, em especial para o Conselho da Justiça Federal (CJF). Na última segunda-feira (29/5), o coordenador jurídico do Sindicato, Cledo Vieira, esteve em Porto Alegre acompanhando a sessão do CJF, onde estava prevista a discussão desse importante assunto.

No entanto, apesar dos esforços e da atuação do Sindjus, a sessão em Porto Alegre foi direcionada à discussão de um processo do TRF6, ocupando todo o tempo disponível. Como resultado, o processo que foi pedido vista pelo Ministro Og Fernandes, não foi apreciado.

Cledo Vieira aproveitou a oportunidade para distribuir memoriais a todos os conselheiros e realizar articulações visando que o processo seja incluído na próxima sessão.

Nas últimas semanas, o coordenador do Sindjus teve encontros com o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes, e com o vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), Marcos Augusto de Sousa, buscando apoio para a demanda. O Sindjus tem defendido que a ação dos Quintos, movida pelo Sindicato, já transitou em julgado, e, portanto, não pode ser absorvida. A decisão do TRF 1 foi no sentido de entender que o trânsito em julgado é válido para toda a categoria.

A atuação incansável do Sindjus demonstra o compromisso do sindicato em defender os direitos dos servidores. A busca pela não absorção dos Quintos é uma pauta importante para garantir a justiça e a valorização da categoria. O Sindjus também continuará atuando para que os servidores do Ministério Público Federal recebam o reajuste salarial integral, corrigindo a injustiça contra os servidores do MPU.

🔥898 Total de Visualizações