Sindjus tem dia de atuação intensa pela aprovação dos Pls 2342 e 1987, mas pedido de vista adia apreciação das matérias

Esta quarta-feira (09/08) foi um dia de muito trabalho, por parte do Sindjus, no Senado Federal em prol da aprovação do PL 2342/2022, que cria cargos no CNJ e trata da essencialidade dos cargos efetivos do PJU, da transformação do AQ de Técnicos em VPNI e da não absorção dos Quintos, e do PL 1987/2023, que cria funções comissionadas no âmbito do TJDFT.

Os projetos estavam na pauta de hoje da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, ambos com pareceres favoráveis à aprovação. No entanto, o senador Weverton (PDT-MA), que é o relator dos dois PLs, não pode comparecer à sessão por problemas de saúde.

Diante desse cenário, o coordenador-geral Sindjus Costa Neto, juntamente com as assessorias do STF, TJDFT e STM, e o Sindilegis, atuou intensamente pela nomeação de um relator ad hoc para que os PLs pudessem ser apreciados ainda na sessão desta quarta-feira, bem como pelo pedido de urgência para os projetos serem levados diretamente ao plenário do Senado.

Fruto dessa articulação, os senadores Izalci, Sérgio Moro e Alan Rick se dispuseram a fazer a leitura do relatório dos PLs 2342 e 1987 e fazer o pedido de urgência para esses dois projetos.

Após atender ao pedido do Sindjus, o senador Izalci foi indicado relator e fez a leitura dos dois pareceres favoráveis à aprovação dos PLs 2342/2022 e 1987/2023. No entanto, o senador Eduardo Girão pediu vista das matérias, que acabou se transformando em vista coletiva, de modo que os PLs devem retornar à pauta da CCJ da próxima semana.

Dando continuidade às articulações e trabalho de convencimento pela aprovação das matérias, o Sindjus conversou com o senador Eduardo Girão, que pediu vista, e com outros parlamentares e assessorias apresentando argumentos favoráveis à aprovação dos PLs 2342 e 1987 na próxima sessão da CCJ.

“Embora os projetos não tenham sido votados hoje, conseguimos demonstrar a força da articulação conjunta desenvolvida entre o Sindjus, as assessorias dos tribunais e o Sindilegis e avançar nos apoios necessários à aprovação no Senado desses dois projetos tão importantes para a nossa categoria. Foi um trabalho intenso e gratificante, em que conseguimos pavimentar o caminho à aprovação dessas matérias, mobilizando vários senadores em prol do nosso pleito. Sem dúvida, saímos do Senado hoje mais fortes. E a nossa perseverança hoje vai fazer toda a diferença na próxima sessão”, afirmou Costa Neto.

Orgulho de ser Sindjus. Filie-se e fortaleça o seu Sindicato!

 

🔥592 Total de Visualizações