Presidente do Instituto Mosap visita sede do Sindjus e reforça parceria pela aprovação da PEC 555

O presidente do Instituto Mosap – Movimento Nacional dos Servidores Públicos Aposentados e Pensionistas, Edson Haubert, visitou, na última semana, a sede do Sindjus para agradecer o apoio e discutir as bandeiras de luta em prol dos aposentados e pensionistas. Participaram da reunião os coordenadores-gerais do Sindjus, Costa Neto, Chico Vaz e Abdias Trajano, além dos coordenadores Arlete Alves, Antônio Matoso, Francisco Xavier e Gisele Sérgio, e a delegada sindical Patrícia Peres.

Durante o encontro, Edson Haubert destacou a importância da parceria entre o Mosap e o Sindjus na luta pelos direitos dos servidores públicos aposentados. Ele mencionou a PEC 555, que está em tramitação na Câmara dos Deputados, e propõe a extinção da contribuição previdenciária para os aposentados e pensionistas.

“O Mosap sempre vem lutando para contribuir e o Sindjus tem sido um parceiro nessa jornada. Eu me senti na obrigação de vir aqui agradecer”, afirmou Edson Haubert. Ele também ressaltou algumas parcerias entre o Mosap e o Sindjus, como ações e mobilizações realizadas no aeroporto de Brasília, na quadra residencial dos deputados e senadores e no anexo II da Câmara, e audiências no Congresso Nacional.

O coordenador-geral do Sindjus, Costa Neto, reafirmou o apoio do sindicato à atuação do Mosap. Ele destacou que estão atentos e empenhados pela aprovação da PEC 555, objetivando corrigir essa injustiça que foi perpetrada em 2003 contra os aposentados e pensionistas e que afeta diretamente suas famílias. “Estamos olhando aqui para esta questão para que, definitivamente, possamos corrigir essa injustiça”, afirmou Costa Neto.

A visita do presidente do Mosap ao Sindjus reforça a importância da união entre as entidades sindicais e da sociedade na defesa dos direitos dos servidores públicos aposentados. A luta pela aprovação da PEC 555 e outras demandas relacionadas à previdência dos aposentados continua sendo uma prioridade para ambas as entidades.

Na oportunidade, a delegada sindical Patrícia Peres fez uma exposição acerca dos prejuízos contidos na EC 103/2019, bem como sobre a nocividade do texto para as mulheres servidoras e para as pensões, exortando a todos para se unir em torno da aprovação da PEC 555.

🔥322 Total de Visualizações