Sindjus se reúne com Diretor-Geral do TST e Secretária-Geral Adjunta do CSJT para discutir demandas dos servidores

Na última semana, representantes do Sindjus se reuniram no Tribunal Superior do Trabalho (TST) com o Diretor-Geral Gustavo Caribé, e no Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) com a Secretária-Geral Adjunta Flávia Beatriz Eckhardt da Silva e a servidora Ronilda Rodrigues Araújo, para tratar de temas de interesse da categoria, com foco especial na antecipação do reajuste salarial de 6,13%, inicialmente previsto para fevereiro 2025, para o ano de 2024.

Os encontros contaram com a presença do coordenador-geral do Sindjus, Costa Neto, e dos coordenadores de Formação e Relações Sindicais, Arlete Alves e Marcos Mainieri, e da presidente da Astrisutra Janedir Morata.

TST
O principal ponto discutido com o DG foi o requerimento apresentado pelo Sindjus, que trata da antecipação do reajuste salarial de 6,13%, agendado para fevereiro de 2025, para o ano de 2024.

O sindicato defendeu a necessidade de se realizar estudos para verificar a possibilidade de que esse reajuste seja implementado já em 2024. Durante a reunião, foram debatidos os fundamentos que respaldam essa solicitação, considerando fatores orçamentários, econômicos e a valorização dos servidores públicos.

O Diretor-Geral do TST informou que o CSJT já encaminhou estudo a esse respeito ao CNJ para compilação dos dados e instrução do pleito naquele Conselho. Na ocasião os dirigentes do Sindjus agradeceram ao Diretor-Geral pela inclusão na proposta orçamentária do tribunal do reajuste dos auxílios alimentação e creche.

CSJT
Os dirigentes do Sindjus apresentaram o requerimento formulado pelo Sindicato para antecipação do reajuste de fevereiro de 2025 para 2024 e solicitaram maiores informações sobre o trâmite do pleito. A secretária geral adjunta solicitou informações aos servidores competentes e esclareceu que chegou ao CSJT um pedido de estudo sobre o tema formulado pelo CNJ. Informou que a área técnica já realizou o levantamento e enviou o estudo ao CNJ, com resposta aos cenários solicitados. Na ocasião, os diretores do Sindjus solicitaram o apoio do CSJT para viabilizar a antecipação.

Com relação aos auxílios alimentação e creche foi informado a alocação de recursos na proposta orçamentária da Justiça do Trabalho para contemplar o reajuste. Os dirigentes agradeceram ao CSJT pela iniciativa e esclareceram a importância desse reajuste para repor o poder de compra dos servidores.

Outro tema tratado foi o teletrabalho. Ao Sindjus foi informado que a comissão instalada para tratar da questão é integrada por 3 (três) ministros, com o objetivo de examinar os pedidos de inclusão no regime de teletrabalho e de concessão de condições especiais de trabalho, bem como para receber e formular propostas relativas ao tema. Foram designados para a comissão a Ministra Delaíde Alves Miranda Arantes (Presidente) e os Ministros Cláudio Mascarenhas Brandão e Alberto Bastos Balazeiro.

Na ocasião, os diretores do Sindjus se manifestaram no sentido da necessidade de se evoluir no tema, com a abertura de diálogo e espaço para se discutir propostas de melhorias, inclusão de setores e aumento do percentual em áreas que não haja atendimento ao público.

🔥618 Total de Visualizações