Sindjus participa de audiência contra a PEC 32 e manifesta preocupação à tentativa de entrega do Serviço Público ao capital privado

Nessa terça-feira (12/9), os coordenadores do Sindjus Chico Vaz, Abdias Trajano e Gisele Sérgio marcaram presença em audiência pública realizada na Câmara dos Deputados, promovida pela Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público, que teve como objetivo debater e traçar estratégias na luta contra a retomada da PEC 32, conhecida como “a PEC da morte”, que trata da Reforma Administrativa e seus impactos nocivos para os servidores e para o Serviço Público brasileiro. Durante a audiência, o coordenador-geral do Sindjus, Chico Vaz, repudiou a ideia de terceirização do Serviço Público no Brasil.

“Me preocupa a ideia da entrega do serviço público brasileiro ao capital privado; na minha visão, a única forma de se fortalecer o Estado é através do Concurso Público, mas, ao invés disso, o que se vê é o avanço da terceirização e a ideia de se terceirizar cada vez mais. Isso, além de precarizar a prestação dos serviços à nossa sociedade, ainda inibe e dificulta a apuração de responsabilidades”, ressaltou.

O coordenador-geral reafirmou o compromisso do Sindjus em atuar com a Frente no combate à PEC 32, bem como em todas as frentes de defesa dos servidores e do Serviço Público e dos interesses da sociedade brasileira.

A audiência foi coordenada pela deputada Alice Portugal (PcdoB-BA), que ressaltou a importância do Serviço Público como instrumento para implementação de políticas públicas destinadas à população mais vulnerável.

A deputada afirmou que persistir na tentativa de aprovação da PEC 32 representa um enorme retrocesso político e administrativo para o país.

Vários deputados contrários à proposta também estiveram presentes no evento, dentre eles, Rogério Correia (PT-MG), Erika Hilton (PSOL-SP), Hauly (sem partido) e Reimont (PT-RJ).

A ideia da Frente Parlamentar é elaborar um documento conjunto, contrário à PEC 32, que será distribuído para alertar autoridades e congressistas dos riscos da aprovação do texto da proposta.

A previsão da Frente é se reunir nas próximas semanas para continuar a discussão sobre o tema. O Sindjus também planeja a realização de ações de combate à PEC 32 e pela defesa dos servidores e dos serviços públicos, bem como de sua melhor prestação para a sociedade brasileira.

 

🔥193 Total de Visualizações