Sindjus Participa da 2ª Edição do Seminário “Nova Agenda para a Reforma Administrativa”

Nessa terça-feira (19/9), o Sindjus representado pelos coordenadores-gerais Chico Vaz e Abdias Trajano e os coordenadores Gisele Sérgio, Arlete Alves e Francisco Xavier, participou da segunda edição do seminário promovido pela Frente Servir Brasil, da qual o Sindjus é integrante, e pelo Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate), para discutir a “Nova Agenda para a Reforma Administrativa”.

O evento ocorreu no B Hotel e contou com a participação de pesquisadores, especialistas e autoridades que apresentaram propostas para simplificar e alinhar o sistema de carreiras da Administração Pública Federal.

Na ocasião, a palestrante Elaine Neiva, professora da Universidade de Brasília, apresentou dados sobre o desenvolvimento e a gestão de pessoas no Setor Público; questionou a eficácia de algumas ferramentas de avaliação de desempenho, defendeu a participação ativa dos servidores nas atividades dos órgãos e a priorização da discricionariedade gerencial, durante o processo avaliativo de desempenho.

Já a palestrante Priscila Cardoso, coordenadora de Gestão de Pessoas do Ministério de Gestão e Inovação dos Serviços Públicos (MGI), abordou a Gestão de Desempenho e Desenvolvimento de Pessoas, destacando disfunções no processo de gestão e avaliação de desempenho atual e defendeu a avaliação de servidores e líderes. Segundo ela, o desafio da administração é alinhar o desempenho institucional com o desempenho individual.

Explicou que o objetivo do governo é implementar uma nova gestão de desempenho, com menos competição e mais colaboração, além de uma cultura contínua de feedback e mecanismos de reconhecimento e valorização dos servidores.

Também participaram do evento o Pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Coordenador-Geral de Indicadores e Evidências do Ministério dos Direitos Humanos, Roberto Pires, e o coordenador-geral de Desenvolvimento de Pessoas da SGP do MGI, Eduardo Almas.

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) fez a fala inicial no plenário, destacando que os servidores públicos precisam se envolver nos debates que tratam do aperfeiçoamento da máquina pública, para que o serviço público, de fato, atenda às necessidades da nossa sociedade. O senador também abordou a PEC 32. “Essa proposta de reforma trazida pela PEC 32 é a expressão da negação do estado brasileiro, por isso precisamos combatê-la”, pontuou.

Além de dirigentes de diversas entidades representativas, estiveram presentes o secretário de Gestão de Pessoas do Ministério da Gestão e Inovação, José Celso Cardoso Júnior, o consultor em Gestão de Pessoas, Felipe Drumond, a especialista em Políticas Públicas do Estado de Minas Gerais, Maria Isabel Rodrigues e Sheila Cristina Tolentino Barbosa, professora do Departamento de Políticas Públicas da UNB.

O seminário faz parte da segunda edição de uma série de quatro rodadas, onde a “Frente Parlamentar Servir Brasil” e o “Fonacate” planejam fomentar o debate sobre a Reforma Administrativa, no intuito de encontrar ideias e sugestões para um novo sistema de carreiras, buscando o melhoramento do setor público.

O coordenador-geral do Sindjus, Chico Vaz, parabeniza a Frente Servir Brasil e o Fonacate pela organização do evento e ressalta sua importante contribuição para a construção de um Serviço Público forte e de qualidade.

“Iniciativas como essa são de fundamental importância para o aperfeiçoamento da máquina administrativa, para a melhor prestação dos serviços à coletividade, bem como para a valorização do Servidor e dos serviços públicos, além de contribuir para o fortalecimento do Estado”, pontuou Chico Vaz.

O Sindjus segue na luta em defesa das pautas dos servidores e dos serviços públicos do nosso país!

🔥142 Total de Visualizações