Saiu na mídia: Jornal de Brasília e Jornal Alô Brasília destacam programa de abordagem especial da Polícia Judicial para pessoas com Transtorno do Espectro Autista

O Jornal de Brasília e o portal Alô Brasília publicaram reportagem que destaca a importância do programa “Polícia Judicial Amiga dos Autistas”. Essa medida estabelece diretrizes especiais para a interação com pessoas com autismo durante as intervenções policiais, através de um protocolo especial de abordagem da Polícia Judicial para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Os veículos de comunicação deram ênfase ao fato do programa fomentar ações afirmativas, de sensibilização e de inclusão, voltadas ao desenvolvimento funcional dos policiais judiciais da Justiça brasileira nas questões que envolvem os direitos das pessoas com deficiência.

O diretor do Departamento de Segurança Institucional do Poder Judiciário do CNJ e diretor jurídico do Sindjus, Igor Tobias Mariano, foi entrevistado. Ele explica que a intervenção policial pode, em muitas situações, despertar gatilhos de regulação em pessoas com autismo. Para solucionar a questão, os policiais judiciais estão sendo treinados para identificar comportamentos que podem indicar que a pessoa está dentro do espectro e a adoção de critérios diferenciados de tratamento para eles. “O objetivo do programa é garantir acolhimento humanizado para indivíduos com TEA”, explicou o diretor do Sindjus.

Leia a reportagem do Jornal de Brasília, AQUI.

Confira a notícia no Jornal Alô Brasília, AQUI.

Orgulho de ser Sindjus! Filie-se e fortaleça o seu Sindicato.

🔥548 Total de Visualizações