Agentes da Policia Judicial e Diretores do Sindjus integram força-tarefa do Judiciário para ajuda humanitária no Rio Grande do Sul

A equipe da Polícia Judicial enviada para prestar apoio durante a tragédia climática que atingiu o Rio Grande do Sul foi recebida nesta terça-feira (21/05), pelo presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), desembargador Alberto Delgado Neto. Os 30 agentes do Distrito Federal, de São Paulo e do Rio de Janeiro chegam à Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, para prestar apoio no resgate dos moradores das cidades atingidas pelas chuvas, além da segurança institucional de presídios e demais prédios do Judiciário Federal.

Esta iniciativa foi desenvolvida em colaboração com o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) e organizada pelo Departamento de Segurança Institucional do Poder Judiciário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O CNJ é responsável por propor políticas e regulações para as atividades de segurança dos tribunais e conselhos, reforçando a importância da cooperação entre diferentes órgãos para ações humanitárias e de segurança. “Sensibilizado com a situação, o nosso presidente, o ministro Roberto Barroso, aprovou essa iniciativa da polícia judicial e envio de equipes ao Estado para o enfrentamento, principalmente, o combate à violência contra crianças, contra mulheres, um público naturalmente mais vulnerável. Numa iniciativa de defesa de direitos humanos, também o fortalecimento dos juízes responsáveis pela execução penal”, pontuou Igor Mariano.

O diretor do Sindjus e também do Departamento de Segurança Institucional do Poder Judiciário (DSIPJ), Igor Mariano, ressalta: “O poder judiciário é o pilar de sustentação da sociedade nesses momentos mais dramáticos. Com toda a crise que passa o Rio Grande do Sul, é no poder judiciário que recaem as maiores demandas. Esse é o papel da polícia judicial, que é fortalecer a magistratura local”, destaca o servidor. Os agentes passarão duas semanas no Rio Grande do Sul e vão oferecer apoio aos juízes, realizando visitas e inspeções em unidades prisionais, socioeducativas, abrigos e em outras atividades em colaboração com diferentes forças de segurança. Também faz parte da equipe, o policial judicial e diretor do Sindjus, Silvanildo Faria.

Os policiais judiciais também vão oferecer assistência aos servidores, colaboradores e terceirizados dos órgãos do poder judiciário, que estão sem local de trabalho devido à tragédia e alguns até mesmo desabrigados. “O nosso papel é fortalecer o poder judiciário do Rio Grande do Sul para que essa sociedade se reconstrua e a gente consiga passar por essa crise de uma maneira talvez menos grave possível”, ressalta o dirigente.

Confira a reportagem completa sobre este assunto na TV Sindjus.

Orgulho de ser Sindjus! Filie-se e fortaleça o seu Sindicato.

🔥139 Total de Visualizações