Sindjus e ASTREDF apresentam Proposta de Reajuste Emergencial dos servidores do PJU para 2025/2026 ao Diretor-Geral do TRE-DF, Guilherme Juliano

O Sindjus mantém firme o cronograma de reuniões para promover a campanha “Reajuste Já, Zero Não!”


Na última sexta-feira (05/07), a diretoria do sindicato, representada pelo presidente Costa Neto e a vice-presidente Gisele Sérgio, juntamente com a presidente da Associação de Servidores do TRE/DF (ASTREDF), Edivan Ismael, estiveram reunidos com o Diretor-Geral substituto do Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), Guilherme Juliano.

A campanha “Reajuste Já, Zero Não!”, tem o objetivo de viabilizar a recomposição emergencial dos salários dos servidores do PJU e do Ministério Público da União (MPU), é o que destaca o presidente do Sindjus, Costa Neto. “Mais uma vez a proposta do Sindjus foi bem recebida. O que nós queremos é obter o apoio para que sejam adotadas as medidas necessárias a fim de evitar o acúmulo de perdas inflacionárias e do poder de compra da categoria, dando dignidade aos servidores. O Sindjus vai continuar trabalhando para fazer com que a valorização da nossa categoria se torne realidade. REAJUSTE JÁ! ZERO NÃO!” afirmou.

Fundamentação técnica da proposta

De acordo com estudos técnicos realizados pelo Sindjus e que fundamentam a proposta, os servidores enfrentam uma defasagem salarial que supera os 20%, considerando os reajustes das Leis nº 13.317/2016 e 14.523/2023. Levando em conta o cenário atual e os aspectos legais e orçamentários, o levantamento do sindicato revela, que, em termos históricos, desde a Constituição Federal de 1988, a defasagem salarial chega a aproximadamente 78,5%. O Reajuste Emergencial, como vem sendo chamado, deverá incidir sobre a GAJ, de modo a beneficiar analistas, técnicos e auxiliares, sejam aposentados ou da ativa, da mesma forma e no mesmo patamar, isonomicamente.

Cronograma de mobilização

O Sindjus está mobilizando todos os órgãos do Poder Judiciário da União (PJU) e do MPU para viabilizar essa medida. A proposta também foi apresentada ao Presidente do TRE-DF, Desembargador Jair Soares. No dia 27 de junho, o Sindjus, reuniu-se com o Secretário-Geral do TJDFT, Celso de Oliveira, para apresentar a proposta de recomposição emergencial e a minuta do projeto de lei com a devida justificação. O Sindjus também já entregou o documento ao presidente do tribunal, Desembargador Waldir Leôncio, e ao Primeiro Vice-Presidente do TJDFT, Desembargador Roberval Casemiro Belinati.

A proposição já foi apresentada pelo Sindjus ao Procurador-Geral e ao Diretor-Geral do Ministério Público Militar, Dr Clauro Roberto e Dr Antonio Coutinho, respectivamente, e também no TST ao Diretor-Geral Gustavo Caribé. O Sindjus também se reuniu com o Diretor-Geral do Supremo Tribunal Federal, Eduardo Toledo, e apresentou a proposta de reajuste emergencial e seus encaminhamentos, e com o Diretor-Geral do STJ, Sérgio Pedreira, e sua equipe técnica, para apresentação da proposta.

A proposta foi apresentada ao Diretor-Geral do Tribunal Regional Federal da Primeira Região, Dr. Roberto Carlos de Oliveira, e ao presidente do TST, ministro Lelio Bentes; bem como para o diretor-geral do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10), Dr. Rafael Bellinello. Além do Diretor-Geral do STM, em exercício, General Lauro Luís Pires.

A mobilização da categoria é essencial e o Sindjus continua trabalhando com responsabilidade para obter o melhor índice de reajuste possível para 2025 e 2026, maximizando o uso do orçamento disponível.

Orgulho de ser Sindjus! Filie-se e fortaleça o seu Sindicato.

🔥696 Total de Visualizações