Sindjus-DF e entidades atuam na Câmara dos Deputados contra Reforma da Previdência e PLP 459

Nesta quarta-feira (06/02), na Câmara dos Deputados, o Sindjus-DF e outras entidades fizeram corpo a corpo junto aos parlamentares em defesa da Previdência Pública e pela rejeição do PLP 459/2017, que institucionaliza o desvio de recursos arrecadados e lesa os cofres públicos.

O Sindjus-DF tem atuado de forma intensa contra a Reforma da Previdência e a retirada de direitos socais. E, mais uma vez, diante das articulações do governo em torno de uma nova proposta de reforma previdenciária, o Sindicato já está no Congresso Nacional trabalhando em conjunto com várias entidades para evitar retrocessos e prejuízos aos trabalhadores e cidadãos.
Sindjus-DF, ASSTJ, Sindilegis e Auditoria Cidadã da Dívida abordaram deputados e distribuíram um material contra o PLP 459/2017, que trata da chamada “Securitização dos Créditos” e tramita em regime de urgência na Câmara dos Deputados. O material alerta para o fato de que o projeto em questão fere diversos artigos constitucionais e gera dívida pública de forma ilegal e disfarçada.

Além do PLP 459/2017, que lesa os cofres públicos, outra pauta prioritária que mobilizará todas as entidades sindicais e da sociedade brasileira é a luta contra a reforma da previdência anunciada pelo governo Bolsonaro.

Para Costa Neto: “em que pese seja uma guerra desigual, em que o governo tenta impor a sua vontade com todos os meios e recursos que dispõe, a classe trabalhadora tem condições de se opor com eficiência a mais esse ataque à previdência pública e aos direitos sociais da população brasileira. É preciso que a sociedade acorde para o desmonte da Previdência Pública que está sendo proposto pelo novo governo. Precisamos unir forças com sindicatos, federações, centrais e demais entidades da sociedade para fazer uma grande mobilização no país, com argumentos sólidos e convincentes em defesa da Previdência Pública, visitando o Congresso Nacional, saindo às ruas e atuando em todos os segmentos da sociedade para aprofundar o debate contra a reforma anunciada”.


Na foto, os dirigentes Costa Neto (Sindjus-DF), Wite Villela (Asstj), Maria Lúcia Fatorelli (Auditoria Cidadã da Dívida) e Magda Helena (Sindilegis) abordam o deputado federal de primeira legislatura, Hélio Lopes, do PSL/RJ.

🔥24 Total de Visualizações