Projeto de Reestrutura Organizacional é pauta no TRT

“O projeto de reestruturação organizacional foi apresentado, esta disponível na intranet, não é perfeito, mas faremos as modificações necessárias, queremos fazer um processo democrático”, diz o presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, Mário Macedo Fernandes Caron. Nesta quinta-feira (dia 19), aproximadamente 50 servidores do TRT se reuniram para conhecer o novo projeto de reestruturação organizacional do órgão, o coordenador-geral do Sindjus, Roberto Policarpo também esteve presente a reunião.

Policarpo, que pediu a palavra para tecer algumas considerações sobre o projeto, recebeu do presidente a resposta de que faria a reunião pedida por Policarpo para tratar o projeto. Caron, também disse respeitar muito a opinião do Sindjus.

Mesmo não havendo espaço para o debate durante a apresentação técnica do projeto tratou-se, da extinção de algumas chefias, criação da função “Especialista”, gestão estratégica, da diferenciação das unidades em operacionais, táticas e estratégicas, da instituição de critérios e parâmetros de aplicação genérica, escalonar as FCs e os CJs de maneira seqüencial e linear. “

“Vamos discutir o projeto com o presidente e também com os servidores, para termos base e contribuir com sugestões, críticas e garantir melhorias no trabalho dos servidores”, afirma Roberto Policarpo.

“Essa proposta vai revolucionar a nossa instituição, ou seja, precisa realmente mudar a estrutura da Casa, porque ela é muito antiga. Acho a medida excelente, a área técnica explicada hoje foi muito objetiva e tirou várias dúvidas”, explica o analista judiciário do TRT, Anderson Alberto Magalhães de Sousa.

“Essa nova proposta vai valorizar o servidor nas suas atividades afins especialmente aqueles que trabalham em todos os setores do Tribunal: operacional, tático ou estratégico. É necessário esmiuçar essas atividades, hoje temos uma distribuição de função irregular, isso é muito ruim para a organização, na verdade deve ser realizado um trabalho estratégico”, diz o chefe do departamento de mandatos judiciários do TRT, Luiz Antônio dos Santos.

O projeto foi apresentado e o texto esta disponível, na íntegra. O sindicato agora pretende ouvir os servidores para melhor se posicionar. Portanto, os que quiserem podem agendar uma reunião com os diretores 3212 2607 (falar com Junia) ou mandar suas considerações para [email protected].

🔥10 Total de Visualizações