Diário de greve: Nesta quinta, concentração no Palácio do Planalto

Hoje (2/6) o movimento grevista segue com piquetes no Judiciário e no MPU durante a manhã. No início da tarde, às 15h, nosso encontro é no Palácio do Planalto. Vamos fazer muito barulho para levar nossa reivindicação à presidenta Dilma Rousseff. Já que nem Peluso nem Gurgel se prontificam a fazer o que lhes cabe, temos que ir ao Planalto por conta própria.

Peluso, na companhia dos outros ministros do STF, jantou com Dilma na terça (31), mas sequer tocou no assunto da nossa revisão salarial. Ele teve a oportunidade de iniciar as negociações com a presidenta e deixou nossa reivindicação de lado. Porém, com juízes e desembargadores o tratamento é outro. No mesmo dia 31, antes do jantar, os magistrados foram cobrar a retomada da discussão sobre seu reajuste e foram recebidos por Peluso. A proposta é de 2010 e, pelo visto, terá o presidente do STF como interlocutor.

Nós, servidores, fazemos parte da Justiça tanto quanto os magistrados, mas a diferença de tratamento é gritante. Portanto, todos os servidores precisam intensificar a greve em cada local de trabalho. Como podemos ver, passou da hora de cada presidente ajudar essa luta a avançar.

Ontem o deputado Policarpo enviou ofício ao negociador nomeado por Peluso para tratar do reajuste dos servidores. No ofício, o deputado se coloca à disposição para harmonizar as reivindicações dos servidores (equiparar os salários com os de carreiras semelhantes) com a proposta aprovada pelo Judiciário e encaminhada ao Congresso.

Policarpo informou hoje pela manhã que se reunirá com os assessores parlamentares dos tribunais superiores e do TJDF para apresentar seu relatório. O objetivo é o mesmo: garantir o aval do Judiciário para as mudanças no projeto.

🔥40 Total de Visualizações