Servidor do STF: temos um compromisso nesta quarta-feira

Hoje, às 13h30, embaixo da marquise do anexo II, daremos início às assembleias setoriais em todos os órgãos do Judiciário, no intuito de intensificar a nossa mobilização pela aprovação do PL 6613/09 até o fim deste ano. O local escolhido para sediar a abertura desse calendário de luta que vai se estender por todo este mês de novembro foi o Supremo Tribunal Federal, em razão da proximidade estratégica dos servidores com a cúpula do Judiciário, do simbolismo e da repercussão alcançada. Além disso, o STF tem dois ministros que podem resolver de uma vez por todas o impasse em torno da aprovação do nosso reajuste salarial: Cezar Peluso (por ser o presidente) e Luiz Fux (por ser o relator do MS impetrado pelo Sindjus com objetivo de incluir nosso projeto na
LOA-2012).

Por isso, é importante que todos os servidores do STF, sem distinção de cargo ou tempo de casa, desçam para participar da assembleia, que vai expor a situação atual do PL 6613/09 e deixar claro quais serão os passos dados daqui em diante. Depois da assembleia, às 15h, será realizado um grande ato no Supremo, com objetivo de cobrar o empenho dos ministros na aprovação do nosso projeto. Cobrar uma negociação de Peluso com a presidenta Dilma e com o relator-geral da LOA-2012, deputado Arlindo Chinaglia. Cobrar que Fux decida o MS favorável aos servidores, que estão sendo
prejudicados pelo autoritarismo do Executivo.

Dessa forma, a participação dos servidores que trabalham no gabinete de Peluso e de Fux na assembleia e no ato de hoje é fundamental para que o nosso movimento reivindicatório surta o efeito desejado. Mas não só eles. Os servidores que trabalham com os demais ministros e em outros locais do STF devem participar em peso, afinal, o quadro do STF tem a responsabilidade de puxar essa mobilização, dando exemplo para os outros servidores e pautando a mídia. Não é hora de divisões, mas de união. Portanto, os servidores da área meio e da área fim devem participar da assembleia e do ato de hoje com a mesma intensidade. É preciso que abracemos em conjunto essa batalha
que é coletiva dizendo em um coro de dezenas, de centenas, de milhares de
vozes que o STF precisa respeitar a nossa batalha pela equiparação salarial.

Com o apoio de todos os servidores do STF nós vamos durante a tarde de hoje ao Palácio do Planalto, em marcha, apresentar à presidenta Dilma um pacote anticrise indicado pelo ex-presidente Lula e pelo presidente Peluso. Entre as medidas propostas, aumento de salário, valorização do servidor público, fortalecimento do Estado. Portanto, hoje é o dia de manifestarmos nossa indignação com o tratamento que nossa carreira vem recebendo por parte do Judiciário e do Executivo. O Judiciário de todo o Brasil estará de olho nessas atividades que terão como palco o Supremo. Por isso, a
presença dos servidores da casa fará a diferença no ato desta quarta-feira.

Todo servidor que considera seu trabalho imprescindível ao funcionamento do STF deve comparecer à assembleia e ao ato. Lembre-se que estamos exercendo nosso direito e lutando para que nós, que já estamos há cinco anos sem receber qualquer ganho
salarial, não fiquemos mais dez anos sem reajustes. Pois enquanto o PL 6613/09 encontra uma série de dificuldades na Câmara, o PLP 549/09, que quer implantar uma década de arrocho, está a uma comissão do Plenário.

São muitos os motivos para os servidores do STF comparecer a assembleia de hoje e se juntar aos servidores dos outros órgãos no grande ato em defesa de uma categoria que não pode ficar omissa aos ataques que vem recebendo.

O Sindjus conta com a sua presença!!!

🔥6 Total de Visualizações