TST: 2.694 cargos, com salários até R$ 17 mil

A Comissão de Finanças e Tributação aprovou 16 projetos de lei do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que vão gerar 69 novas varas do Trabalho e 2.694 cargos para a Justiça Trabalhista. Ao todo, serão 88 funções de juiz, 1.292 de analista judiciário, 488 de técnico judiciário e 826 cargos comissionados. Os selecionados vão atuar em 12 estados, incluindo o Rio de Janeiro e o Distrito Federal. Os salários para quem é concursado variam de R$ 2.600 a R$ 17 mil, fora os benefícios.

Antes de passar pela Comissão de Finanças, as propostas foram aprovadas pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público. O próximo passo é a análise da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). As que criam varas do Trabalho serão votadas em Plenário. Já as que somente criam cargos tramitam em caráter conclusivo e, se forem aprovadas pela CCJ e não houver recurso, seguirão diretamente para o Senado.

Entre os projetos que criam varas e cargos, está o PL 1831/11, que sugere 12 varas trabalhistas na jurisdição do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região, no Rio de Janeiro. As varas serão instaladas nas cidades de São João de Meriti, Campos dos Goytacazes, Itaboraí, Itaguaí, Macaé, Niterói (duas), Nova Iguaçu (duas), Resende e São Gonçalo (duas).

A proposta também cria 17 cargos de juiz, 140 de analista judiciário e 69 de técnico judiciário no Estado do Rio. Em Minas Gerais, serão 637 cargos e 21 varas trabalhistas.

🔥22 Total de Visualizações