Servidores da PGR mostram indignação com PL 7919 e defendem foco na questão salarial

Na última sexta-feira (12), foi a vez dos servidores da PGR participarem de assembleia-setorial promovida pelo Sindjus visando discutir o PL 7919/20, que além de versar sobre o reajuste salarial propõe uma série de alterações na carreira dos servidores do MPU, muitas extremamente danosas à categoria.

Coerente com os servidores de outros ramos, os colegas da PGR entendem que é necessário trabalhar junto ao PGR e à administração, e também ao Congresso Nacional, para que se mantenha o combinado no Grupo de Trabalho que definiu que os esforços se concentrariam em torno da questão salarial e depois sim iniciar um amplo debate sobre a carreira.

Os servidores demonstraram muita insatisfação em razão de o novo PL extrapolar o reajuste salarial e tratar da carreira sem discussão prévia com a categoria, ainda mais tocando em temas tão delicados como terceirização e jornada de trabalho.

Reajuste

Também foi debatida nesta assembleia a viabilidade da aprovação do nosso reajuste, que ainda precisa ser negociado entre Rodrigo Janot e Ricardo Lewandowski junto à presidenta Dilma Rousseff. Os participantes entendem que, mesmo com a possível suspensão da greve, confirmada na mesma tarde, a categoria precisa manter a pressão sobre os dirigentes do MPU e do Poder Judiciário para que busquem uma reunião com Dilma o mais breve possível, preferencialmente antes da conclusão do calendário eleitoral.

A coordenadora do Sindjus Ana Paula Cusinato chamou, então, os colegas presentes na assembleia para participar das próximas atividades de mobilização para a aprovação do reajuste, defendendo que a participação dos colegas da PGR é fundamental para que Janot se sinta efetivamente comprometido na defesa dos servidores.

Gratificação de Perícia

Os peritos também participaram da assembleia trazendo à tona a preocupação com a piora no artigo que trata da Gratificação de Perícia. O Sindjus explicou que irá apresentar aos peritos da PGR a proposta de emenda que apresentou ao PGR em reunião no início de julho, conforme texto elaborado pelos peritos do MPDFT.

A coordenadora Ana Paula Cusinato informou que o texto encaminhado ao PGR pelo Sindjus foi aprovado como emenda ao PL 5491 na CTASP. Como os peritos da PGR também têm uma proposta de texto, o Sindjus viabilizará um encontro entre os peritos do MPDFT e da PGR para unificar uma redação a ser trabalhada tanto com o PGR quanto com os demais procuradores-gerais.

PGT

As assembleias setoriais prosseguem nesta semana. Hoje (15), dar-se-á na PGT Parque, às 14h, no Auditório Térreo.











Crédito: Marina Soares

🔥17 Total de Visualizações