Fenajufe e Sintrajufe/PI discutem decisão do CNJ de corte de ponto com presidente do TRF1

Os coordenadores da Fenajufe Eugênia Lacerda, Madalena Nunes e Saulo Arcangeli, acompanhados pelo diretor do Sintrajufe/PI, Francisco Gomes, estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira, 17, com o presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), desembargador Cândido Artur Medeiros Ribeiro Filho. O encontro, agendado pelo Sintrajufe/PI, teve o objetivo de discutir a decisão monocrática do conselheiro Fabiano Silveira, do CNJ, determinando corte de ponto dos servidores nos Tribunais Regionais Federais em greve. A decisão foi dada em pedido feito pela OAB – Ordem dos Advogados do Brasil.

Cândido Ribeiro informou que ainda não foi comunicado oficialmente desta decisão, mas avalia ser de extrema importância que a Fenajufe recorra e tente revertê-la. O presidente do TRF-1 reforçou, mais uma vez, que permanece apoiando a luta dos servidores pela derrubada do veto ao PLC 28/2015.

Outro assunto tratado foi a negociação dos dias parados, após o fim da greve. Os dirigentes enfatizaram a necessidade de uma saída viável e negociada para a questão. Cândido Ribeiro se colocou à disposição para buscar a melhor solução que não cause prejuízo aos servidores.

Pró-social

A Fenajufe manifestou preocupação ainda quanto ao plano de saúde dos servidores do TRF-1, o Pró-Social, comumente questionado acerca de sua solidez e viabilidade. A informação, segundo o desembargador, é que o Pró-Social está superavitário em R$ 80 milhões, tendo melhorado muito desde que ele assumiu a presidência do tribunal. Questionado sobre uma redução nos valores descontados dos servidores, o presidente descartou a possibilidade. Para ele, a redução neste momento poderia comprometer a continuidade do plano.

Segundo Cândido Ribeiro existe um esforço do TRF-1 em buscar melhorias nos serviços oferecidos a servidores e magistrados. O planejado agora é por em prática o Caixa Saúde nos estados, a exemplo do que foi feito na Bahia. Na modalidade co-participativa, em alguns casos os valores do Caixa-Saúde são menores que aqueles do Pró-Social.

da Fenajufe, Luciano Beregeno
Foto: Acervo Particular

🔥16 Total de Visualizações