Comando de Greve reforça necessidade de continuarmos em greve pela derrubada do Veto 26

Em reunião na tarde desta segunda-feira (19/10), o Comando de Greve (diretores, delegados e eleitos nos locais de trabalho) debateu a atual conjuntura do nosso movimento paredista e o momento político envolvendo a derrubada do Veto 26. A diretoria do Sindjus defendeu o fim da greve, pois a adesão à greve e participação nas atividades reduziu muito nos últimos dias e as declarações do Renan Calheiros apontam como provável data para a sessão do Congresso o dia 17 de novembro. No entanto, depois de muito debate, o Comando aprovou a continuidade da greve, indicando essa posição à Assembleia-Geral que será realizada no dia 22 de outubro. O entendimento é de que a greve dá o respaldo necessário aos trabalhos que estão sendo realizados no Congresso e no Aeroporto e de que a luta não acabou, pois o veto não foi apreciado. Mais uma vez, foi feito um apelo para que os servidores reforcem os Comandos do Congresso e atividades no Aeroporto.

Confira abaixo os encaminhamentos aprovados:

Apagão dias 16 e 17/11

Assembleia-Geral na quinta-feira (22/10)

Solicitar à Fenajufe que busque o TST para corrigir notícia intranet sobre a greve

Encaminhar ofício aos tribunais solicitando liberação para trabalho no Congresso

Solicitar à Fenajufe que indique aos sindicatos uma data para a reconstrução da greve

Reunião com associações e nota de repúdio contra ataques da Tecnojus

Foco no Congresso/Aeroporto

🔥13 Total de Visualizações