Começa processo para sucessão de Antônio Fernando (PGR)

O procurador-geral da República, Antônio Fernando, já tem data para deixar o cargo – fim de junho. Depois de declarar que vai deixar a chefia do Ministério Público Federal depois de quatro anos de mandato, o processo para sua sucessão já está em curso. Para atestar isso, basta conferir a bolsa de apostas sobre quem será seu substituto. Por enquanto, o único a assumir oficialmente a vaga é o subprocurador-geral da República Wagner Gonçalvez, que coordena a área criminal do MPF. Mas a disputa promete ser acirrada. Nos bastidores, fala-se no vice-procurador-geral da República, Roberto Gurgel e na subprocuradora-geral da República Ela Wiecko.

Mas não é só o nome que comandará o MPU que tem provocado discussão, mas a forma como se dá a escolha. As entidades que representam o Ministério Público Militar, o MPDFT e os procuradores do Trabalho não estão satisfeitas com o processo atual, que privilegia os integrantes mais votados no MPG. Elas pressionam por uma modificação na Constituição para que todos os integrantes do MPU possam concorrer. No entanto, a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) é radicalmente contra essa abertura.

Consulta será no dia 21

Ignorando o pleito dos outros três ramos do MPU, a ANPR lançou a página eletrônica de consulta para a lista tríplice da qual será escolhido o futuro Procurador-Geral da República. Na página é possível saber todos os trâmites para a realização da consulta aos membros do Ministério Público Federal, desde as instruções gerais até a divulgação da entrega da lista ao presidente da República.

A consulta acontecerá no dia 21 de maio, das 10 às 18h (horário de Brasília), em todas as unidades do MPF por meio eletrônico em rede de computadores. A partir do dia 6 de maio a página divulgará os nomes dos candidatos inscritos para participar da votação. As inscrições iniciaram nesta sexta-feira (25/4) e vão até o dia 5 de maio. Podem concorrer à lista tríplice todos os membros do MPF maiores de 35 anos. A campanha da lista tríplice poderá ser acompanhada pela internet no endereço www.anpr.org.br/listatriplice.

Sindjus acompanhará processo

O Sindjus irá acompanhar de perto esse processo de sucessão visto que o PGR eleito terá papel fundamental no que concerne ao novo Plano de Carreira do MPU. As propostas construídas pela categoria tratam de muitos avanços na carreira, de modo que o diálogo com o novo PGR terá importância na construção, aprovação e implementação de um projeto que fortaleça o quadro do Ministério Público e, consequentemente, a própria instituição. Realizaremos uma em nosso sitio uma eleição paralela, já que na oficial os servidores não votam. Fique de olho e vote!

🔥12 Total de Visualizações