Sindjus firma convênio habitacional com TRT-10


No último dia 17, o TRT-10, o Sindjus, a Anamatra-10 e a Credijustra firmaram um convênio habitacional, com o intuito de beneficiar os servidores e magistrados que desejam adquirir um imóvel no Distrito Federal. As cooperativas que fazem parte do convênio terão a tarefa de executar o projeto de compra dos terrenos e construção dos imóveis. Quem preferir comprar imóveis usados também poderá escolher entre os empreendimentos das cooperativas que integram o convênio (COOBERBRAPA – Embrapa; COOPERCÂMARA – Câmara dos Deputados; COOPERSEF – Senado Federal e COOPERFUB – UnB).

O Bancoob, que é o banco utilizado pelas cooperativas, vai financiar os imóveis na fase inicial de construção, e depois de 15% da obra iniciada, a Caixa Econômica Federal assumirá o restante do financiamento. Além de habitações individuais, esse convênio irá possibilitar a construção de condomínios. O presidente do TRT, desembargador Mário Caron, avalia que este convênio promove a união como alternativa aos altos preços dos imóveis no Distrito Federal.

Para Policarpo, esse convênio é resultado de uma luta permanente do Sindjus, que associa condições de trabalho à melhor qualidade de vida, proporcionando aos servidores, entre outras coisas, a realização do sonho da casa própria. “Este convênio é uma grande conquista para os servidores do TRT-10 e um grande passo para um sindicato que luta pela viabilização de um projeto habitacional que atenda todos os servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público”, frisou Policarpo.

Para o presidente do Credijustra, Altevi Oliveira, já existem projetos aprovados pelo Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA) nas cidades do Gama, Valparaíso, Samambaia e Ceilândia. E as cooperativas vão verificar outros locais de interesse dos futuros proprietários.

🔥50 Total de Visualizações