Correio Braziliense: Secretaria defende cotas na UnB

A Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), com o apoio do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), realizou ontem uma videoconferência para discutir as cotas raciais na Universidade de Brasília (UnB). O objetivo era debater com os gestores a política de cotas na instituição, que é questionada pelo Democratas (DEM) em uma arguição de descumprimento de preceito fundamental apresentada no Supremo Tribunal Federal (STF). O STF vai promover uma audiência em 3, 4 e 5 de março para subsidiar a decisão do relator da matéria, ministro Ricardo Lewandowski. O secretário-adjunto da Seppir, Eloi Ferreira, disse que a videoconferência voltou a defender as cotas: “Os alunos beneficiados por essa política, têm, na sua maioria, maior desempenho em relação a estudantes que ingressaram pelo sistema tradicional”.

Fonte: Correio Braziliense

🔥14 Total de Visualizações