Presidente do STJ visita o presidente da Câmara e não fala sobre reajuste

Nesta quarta-feira, dia 15, o ministro Ari Pargendler, presidente do Superior Tribunal de Justiça, reuniu-se com o presidente da Câmara, Marco Maia, para apresentar uma proposta de projeto de lei. O PL garante a uma estrutura permanente para os Juizados Especiais Federais e cria 230 vagas de juiz federal. Marco Maia afirmou que a Câmara está “aberta a debater o assunto” e orientou o STJ a protocolar o projeto.

Isso mostra que quem quer, faz. Como vimos anunciando um presidente de tribunal pode sim, ajudar bastante na aprovação de nossos projetos. Pargendler reuniu-se pessoalmente com Maia. Entretanto, mesmo comandando um tribunal onde os servidores são exemplo de produtividade, ele não tocou no assunto do reajuste salarial.

Por quê, ministro? Seria porque a adesão à greve no STJ ainda é tímida? Será que, seus servidores não merecem essa atenção?

Em todas as audiências com os presidentes de tribunais o Sindjus tem afirmado que eles têm o poder de fazer aprovar a proposta de reajuste. Quem sabe na próxima vez o ministro Pagendler se sensibilize. Servidor do STJ: seu papel no nosso movimento se torna cada vez mais importante. Não tem punição maior do que você continuar por mais 10 anos com esse salário. Venha para o nosso lado, unidos somos fortes.

🔥22 Total de Visualizações