Reunião de delegados avalia 1º dia de mobilização

Depois de um dia de muito trabalho fazendo piquetes e ato no STF, o conselho de Delegados Sindicais de Base se reuniu ontem (13), às 18h, no auditório da CUT-DF. Os delegados fizeram a avaliação da paralisação em cada local de trabalho, da necessidade de estrutura para tentar ampliar a adesão ao movimento no dia de hoje (14) e discutiram o que foi dito pelo secretário-geral da Presidência, Anthair Edgard, e pelo diretor-geral do STF, Amarildo Oliveira, na tarde de ontem (13), durante a realização do nosso ato na Praça dos Três Poderes.

Com base nas declarações de autoridades do Executivo, do Judiciário e do Legislativo, os delegados debateram os próximos passos do nosso movimento. Com cada delegado que os diretores conversaram, surgiram as seguintes dúvidas Deflagrar greve imediata, mesmo sob o risco dela ser utilizada como pretexto e justificativa pela falta de acordo para a provação do PL 6613/09? Declarar o estado de greve e acumular forças para construir uma das maiores do Judiciário em caso de fracasso das negociações do ministro Carlos Britto com o Palácio do Planalto? Dar um mês de prazo para que o ministro Britto prossiga a negociação com o Executivo?

Diante dessa dúvida, cada delegado deixou a reunião com o compromisso de discutir esse cenário em seu local de trabalho. Procure o seu delegado e contribua para essa discussão (CLIQUE AQUI). Também ficou clara a necessidade de se ampliar a participação de servidores no ato-assembleia de hoje, às 16h, no STF.

🔥8 Total de Visualizações