Coordenador do Sindjus visita CSJT para combater Resolução 63/2010

Atendendo ao pedido feito pelos servidores durante assembleia do TRT realizada ontem (24), o coordenador-geral do Sindjus Cledo Vieira visitou a vice-presidente do TST e conselheira do CSJT, ministra Maria Cristina Peduzzi, para requerer que a Resolução 63/2010, que trata da diminuição das funções comissionadas no TRT, não fosse implantada.

Durante a reunião de hoje (25), Cledo levou à ministra os prejuízos que a resolução traz à administração, aos servidores e à população. “Da forma como a resolução foi pensada, o TRT fica impossibilitado de ter uma gestão própria, além de trazer desorganização aos serviços oferecidos à sociedade”, enfatizou o coordenador do sindicato.

Foi colocado à conselheira que a Resolução 63 destrói a área administrativa, prejudica o atendimento ao público e piora a prestação jurisdicional. “O TRT-10 é um tribunal de alta produtividade, graças ao empenho de seus servidores. Produtividade que certamente será abalada com a aplicação da Resolução 63, prejudicando com isso a toda sociedade”, afirmou Cledo Vieira.

A ministra Maria Cristina Peduzzi se mostrou bastante atenciosa e ressaltou que a reunião com o sindicato foi muito importante no sentido de trazer à tona a realidade dos servidores. Também destacou a importância do sindicato visitar os outros conselheiros para tratar deste tema.

Saiba mais:

A Resolução nº 63, de 28 de maio de 2010, do CSJT, institui a padronização da estrutura organizacional e de pessoal dos órgãos da Justiça do Trabalho de primeiro e segundo graus. Determina que na estrutura dos Tribunais Regionais do Trabalho, o número de cargos em comissão e funções comissionadas deve corresponder a no máximo 62,5% do quantitativo de cargos efetivos do órgão.

🔥6 Total de Visualizações