Convocação para os oficiais de justiça participarem da greve

O Coordenador do Sindjus e Oficial de Justiça do TJDFT, Alexandre Mesquita, por meio de ofício, convoca todos os oficiais de Justiça a aderirem a greve iniciada ontem (1º/8). O documento aborda a questão do desrespeito do Executivo à Constituição Federal, que versa sobre a autonomia orçamentária e financeira do Poder Judiciário, o fato do Executivo ter alimentado discussões no âmbito da nossa categoria e a omissão do Poder Judiciário como os principais desencadeadores da greve, que busca a nossa valorização salarial por meio da aprovação do PL 6613/09.

Para Alexandre, este é o momento de demonstrar a insatisfação da categoria com a política de arrocho salarial imposta pelo governo Dilma aos servidores. Para ele, só a união dos servidores será capaz de superar os obstáculos criados pelo Executivo. Para isso, conclama todos os servidores, em especial os colegas oficiais de justiça, a aderirem imediatamente o movimento grevista. “Vamos tratar de demonstrar a nós mesmos que podemos fazer a diferença e que unidos somos imbatíveis”, afirma no texto.

Alexandre ainda convoca todos os oficiais de justiça do Distrito Federal a participarem na próxima sexta (3), às 16h, no Clube dos Servidores do TJDFT, da reunião organizada pelo Sindjus para tratar da adesão dessa importante e valorosa parcela da categoria ao movimento.

Confira abaixo a íntegra do ofício:

Prezados colegas oficiais de justiça,

Foi deflagrada, no dia de ontem (01), a greve dos Servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público da União no Distrito Federal. Em outras unidades da Federação já foram fixadas as datas para o início da paralização. Tal atitude extremada foi motivada, principalmente, em razão da total falta de consideração à Constituiçao Federal demonstrada pelo Poder Executivo, que não respeita a autonomia entre os Poderes e deliberadamente alimentou brigas fraticidas dentro da nossa e de outras categorias com o único intuito de tentar a derrocada de nossas pretensões. A omissão que se instalou no seio do nosso Poder Judiciário também não pode mais ser tolerada, precisamos deixar claro que somos imprescindíveis à concretização da Justiça e que não aceitamos ser tratados como servidores de segunda classe.

Colegas, chegou o momento de demonstrarmos nossa insatisfação com uma política de achatamento salarial que nos deixa há 06 anos sem qualquer reajuste. Chegou a hora de darmos nossa parcela de sacrifício com vistas a derrotar esta politica salarial absurda do Governo Dilma.

Conclamo todos os servidores, em especial os colegas oficiais de justiça do TJDFT, Justiça do Trabalho, Justiça Federal, Justiça Militar e Tribunais Superiores, a aderirem ao movimento de paralização. Vamos demonstrar a esse governo a força da nossa categoria, vamos demonstrar ao Judiciário que não aceitamos esta omissão perniciosa, vamos tratar de demonstrar a nós mesmos que podemos fazer a diferença e que unidos somos imbatíveis.

Deste modo, convoco os oficiais de justiça do Distrito Federal a participarem da reunião do SINDJUS/DF que tratará da adesão desta parcela importante da categoria ao movimento de paralização. A reunião ocorrerá na próxima sexta feira (03), às 16 horas, no Clube dos Servidores do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – ASSEJUS, localizado no Setor de Clubes Sul, trecho 02, lotes 2/39.

ALEXANDRE DIAS MESQUITA

Oficial de Justiça TJDFT

Coordenador SINDJUS/DF

🔥11 Total de Visualizações