Assembleia do STJ aprova comando de paralisação e apagão

A assembleia setorial realizada ontem (16) no STJ demonstrou que os servidores do tribunal estão dispostos a aderir à greve, mesmo que para isso precisem enfrentar e superar os obstáculos colocados pela administração, como o fantasma do corte de ponto. Mais de duzentas pessoas participaram do debate, que fez uma análise do envolvimento até então dos servidores do STJ com o movimento grevista e seu potencial de crescimento.

Foi aprovada a criação de um comando de mobilização, com o propósito de criar mecanismos que estimulem e possibilitem a adesão de mais servidores à greve. Segundo o dirigente sindical Jean Loiola, mesmo com as dificuldades impostas pela atual gestão do tribunal, os servidores estão animados. “No dia 30 os servidores vão fazer um tremendo bota-fora para o presidente Ari Pargendler. A categoria está disposta a fazer um apagão no STJ no último dia de Pargendler à frente da presidência. O Superior Tribunal de Justiça vai parar”, afirmou Jean.

🔥13 Total de Visualizações