DG do STJ defende Sindjus na comissão e contrapartida para reajuste

O Sindjus conversou, na manhã desta quarta-feira (30), com o diretor-geral do STJ, Maurício Carvalho, sobre a questão salarial dos servidores do Poder Judiciário.

Embora o Superior Tribunal de Justiça ainda não tenha recebido convite para participar da comissão interdisciplinar cuja instalação foi prometida pelo diretor-geral do STF, os coordenadores Jailton Assis e Ana Paula Cusinato já encaminharam diversos pontos com o DG, que fez questão de afirmar que a administração está do lado dos servidores.

Os coordenadores colocaram a necessidade de o Sindjus participar da comissão interdisciplinar como representante dos servidores. O diretor-geral entendeu e defendeu essa participação, considerando-a legítima.

O sindicato também argumentou que é preciso que haja celeridade nessa comissão, pois a categoria aprovou em assembleia-geral que a proposta precisa ser encaminhada ao Congresso ainda em maio. O DG ponderou que é preciso primeiro a comissão definir sua linha de trabalho para depois providenciar o aceleramento necessário.

Os coordenadores do Sindjus afirmaram acreditar na viabilidade de uma negociação com o Executivo, que está enfrentando um grande desgaste neste momento, desde que essa negociação seja encampada por todos os tribunais superiores em conjunto com o STF. O diretor-geral Maurício Carvalho acredita que para viabilizar o reajuste é necessário estabelecimento de contrapartida, mudança da governança e profissionalização dos quadros do Judiciário.

Também participou da reunião o secretário de Gestão de Pessoas Leonardo Melo, com quem ficou agendada nova reunião para logo após a primeira reunião da Comissão Interdisciplinar.


Foto :Daniel Nogueira

🔥18 Total de Visualizações