PL da Terceirização é desarquivado e pode ser votado a qualquer momento

O Ano Legislativo de 2015 começa com uma notícia péssima: está tudo pronto para a votação no Plenário da Câmara do PL 4330/2004 – o famigerado projeto que abre as portas para a terceirização generalizada, inclusive, no serviço público. O PL segue a linha adotada pelo governo de sucatear a classe trabalhadora. O projeto, de autoria do deputado Sandro Mabel (PMDB-GO), prevê a extinção de uma série de direitos trabalhistas conquistados a partir de muita luta, inclusive, com o concurso público.

O PL, segundo informações da assessoria parlamentar do Sindjus, foi desarquivado e pode ser votado assim que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, inclui-lo na ordem do dia após decisão do Colégio de Líderes. No ano passado, sob liderança da CUT, os trabalhadores se uniram e conseguiram não só adiar a votação como arquivar o projeto. Agora, por manobra do governo, o PL da Terceirização voltou a tramitar anexado ao PL 1621/07, que regulamenta as ações de trabalho no caso das terceirizações.

É preciso ficar atento e mobilizado para impedir esse massacre aos direitos dos trabalhadores da iniciativa pública e privada. O Sindjus vai participar ativamente da luta contra o avanço desse projeto, lutando novamente pelo seu arquivamento dentro do Congresso Nacional, lembrando que a composição de 2015 é formada por uma bancada muito mais conservadora que a passada.

🔥15 Total de Visualizações