Segunda-feira (14): MPU realiza protesto pelo pagamento imediato dos 13,23%. Participe!

Nesta segunda-feira (14/3), os servidores do MPU e CNMP vão realizar o 1º protesto contra as medidas de adequação às restrições orçamentárias, impostas pela Administração, e em prol da incorporação dos 13,23% aos vencimentos dos servidores de todos os ramos do MPU.

No DF, a concentração para o ato será às 13h, na frente do MPDFT. Todos estão orientados a vestir preto e às 13h23 integrar a foto da nossa luta. Ninguém pode ficar de fora deste protesto. Diversos tribunais já estão pagando os 13,23% e o MPU, nada. Na oportunidade, os dirigentes sindicais darão informes sobre o andamento das negociações dos Substitutivos.

Pelo Brasil afora, os servidores vão participar desse ato unificado. Em alusão ao não pagamento dos valores retroativos e incorporação dos 13,23%, muitos vão promover buzinaços por 13 minutos e 23 segundos ou fazer algum protesto específico às 13h23.

Há uma década sem recomposição salarial, com diretos reconhecidos escoando ladeira abaixo e com determinações mirabolantes que interferem diretamente nas suas vidas pessoais, os servidores do MPU e do CNMP precisam se mobilizar e fazer ecoar em todo o país o sentimento de indignação, clamando por respeito, justiça e valorização.

A desculpa de que não há recursos para atender as demandas dos servidores não se sustenta, ainda mais quando há brechas constitucionais para a abertura de crédito extraordinário para o pagamento de benefícios a membros e magistrados, como auxílio moradia.

Os servidores estão pagando pelo ajuste fiscal, inclusive tendo que alterar suas rotinas diárias e laborais. Economiza-se energia, água, cafezinho, papel, mão de obra com estagiários e terceirizados, altera-se horário de trabalho em prol da redução de despesas, mas não há economia alguma que afete os membros.

Se a Administração alega não dispor de dotação orçamentaria para o pagamento do retroativo e a incorporação dos 13,23%, há de se estudar formas que viabilizem a garantia dos direitos reconhecidos aos servidores do MPU e do CNMP. Como um órgão com autonomia financeira e orçamentária, o MPU pode avaliar e estudar a possibilidade de distribuir de forma mais igualitária os seus recursos e atender de maneira mais democrática as necessidades do seu corpo funcional como um todo.

Portanto, neste 14 de março, vamos nos mobilizar, usar camiseta preta, erguer faixas e banners clamando por justiça e valorização.

🔥10 Total de Visualizações