Encontro cria fórum permanente de combate ao assédio moral no serviço público

O Sindjus-DF participou, no último final de semana, em Fortaleza, do segundo encontro do fórum de debates “O assédio moral no serviço público e a impunidade que destrói vidas”. Representado pelos coordenadores Chico Vaz e Ednete Bezerra, além do coordenador geral Costa Neto, que esteve pela Fenajufe, o sindicato se somou a outras mais de 20 de entidades sindicais, de vários estados do país, nas discussões em torno de um problema que, infelizmente, vem aumentando a cada dia: o assédio moral no ambiente de trabalho. Ao longo dos dois dias, dirigentes sindicais do Judiciário e MPU apontaram o quadro preocupante, resultado do aumento das exigências do cumprimento de metas e da diminuição do quadro efetivo no serviço público.

Após intensos debates, o principal encaminhamento foi a criação do Fórum Nacional Permanente de Prevenção e Combate ao Assédio Moral no Serviço Público. O objetivo é formar uma comissão com um representante de cada sindicato presente no evento, centralizar agendas para atuação unificada na prevenção e combate ao assédio moral, mapear os casos de assédio nos órgãos do Judiciário e MPU, disponibilizar a ajuda de profissionais multidisciplinares para amparar, acolher e empoderar a vítima de assédio, promover palestras e elaborar cartilhas, entre outras funções do fórum permanente.

Durante as palestras, foram abordados temas como assédio moral no Poder Judiciário, suicídio em decorrência de doenças do trabalho e Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006). Entre os palestrantes, estavam Arthur Lobato, psicólogo, especialista em saúde do trabalhador e assessor do Sitraemg; Rejane Felipe, representante do Centro de Valorização da Vida (CVV); Maria da Penha, vítima de violência doméstica e inspiradora da Lei 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha; e o oficial de justiça Isaac Oliveira.

Este segundo encontro, em Fortaleza, deu continuidade ao trabalho iniciado no primeiro encontro, realizado em Vitória/ES, nos dias 2 e 3 de dezembro, onde o Sindjus-DF também esteve presente. Ao todo, participaram 66 pessoas, não só do Judiciário, mas também de outras categorias do serviço público.

🔥10 Total de Visualizações