Em artigo, cientista político Antônio Queiroz afirma que Reforma Administrativa visa desmonte do serviço público

Em artigo, o cientista político Antônio Augusto Queiroz teceu duras críticas ao desenho da reforma administrativa enviada pelo governo ao Congresso Nacional. No texto, Queiroz afirma que a PEC 32/2020 foi concebida para desorganizar o serviço público, punir os atuais e submeter os futuros servidores a regras draconianas.

Intitulado “Reforma administrativa: desmonte dos serviços e dos direitos dos servidores”, o artigo ainda aponta que a PEC traz como pano de fundo uma série de motivações que não guardam nenhuma relação com a melhoria dos serviços públicos.

“Na verdade, o que se vê é exatamente o oposto disso, ou seja, uma proposta que não somente desestrutura a administração e o serviço público, como viabiliza a redução da despesa”, lamentou o cientista.

Queiroz ainda elenca os principais pontos nocivos da proposta e os prejuízos que eles trarão ao serviço público. Confira o artigo na íntegra clicando aqui.

🔥183 Total de Visualizações