Sindjus-DF e Sindilegis se reúnem com o deputado Pompeo de Mattos para tratar da luta contra a PEC 32


O Sindjus-DF, na pessoa do coordenador-geral Costa Neto, juntamente com o Sindilegis, representado pelo seu presidente Alison Souza e outros diretores, participou de reunião estratégica, no final da tarde desta segunda-feira (20/09), com o deputado federal Pompeo de Mattos (PDT/RS), para tratar da PEC 32/2020, que tem previsão de ser votada na comissão especial da Câmara dos Deputados nesta terça-feira.

A reunião também contou com a participação do presidente da Anesp (Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental), Pedro Pontual, e da assessora parlamentar do Sindjus-DF, Zilmara Alencar.

Costa Neto externou a preocupação diante do fato de, até aquele horário, o texto final que será levado à votação na comissão especial nesta terça-feira (20/09) não ter sido apresentado. “O relator pretende pegar todos de surpresa e sem tempo hábil para estudar o novo texto, fazer o debate necessário e apresentar modificações. Até o momento se mantém a quebra da estabilidade. Está sendo feito o discurso de que a estabilidade está mantida para os servidores atuais, mas a própria redação do substitutivo traz mecanismos para demitir os servidores. Além disso, abre espaço para a troca em massa de servidores efetivos por temporários e terceirizados, colocando os serviços públicos nas mãos dos políticos e de empresários”, afirmou o dirigente do Sindjus-DF.

O deputado Pompeo de Mattos, que integra a comissão especial da PEC 32, afirmou que está acompanhando essa proposta desde a CCJC e se diz sabedor da angústia de todos. Também foi bastante crítico à falta de transparência dada à apresentação do substitutivo, considerando ser absurdo formular destaques para algo que ainda é desconhecido. Afirmou que temos argumentos para combater essa proposta e que o trabalho de entidades como Sindjus-DF e Sindilegis é fundamental não só na parte dos atos e mobilizações, mas no fornecimento de informações, dados e estudos que têm dado embasamento à atuação dos parlamentares contra esse ataque aos serviços e servidores públicos.

Para o deputado, é fundamental que os três níveis federativos do serviço público sejam envolvidos nessa luta e que o movimento contrário à PEC 32 se intensifique. Todos os servidores precisam estar unidos e lutando contra esse mal. Pompeo de Mattos parabenizou as entidades pelo trabalho realizado até então e se colocou à disposição para ajudar nesta luta, afirmando que as portas de seu gabinete estão abertas.

O deputado solicitou informações sobre os principais itens que necessitam ser destacados. As entidades, por meio de seus dirigentes e assessorias técnicas, estão trabalhando conjuntamente junto aos parlamentares a apresentação de destaques, com o intuito de desmontar a PEC 32/2020.

🔥57 Total de Visualizações