Sindjus-DF se reúne com SG do CNJ para tratar da recomposição salarial e outros itens da pauta dos servidores

Na quarta-feira (12/01), o Sindjus-DF, por meio de seus coordenadores Abdias Trajano e Cledo Vieira, reuniu-se virtualmente com o secretário-geral do CNJ, Valter Shuenquener de Araújo, para tratar da necessidade de se promover em caráter de urgência a recomposição salarial dos servidores e discutir outros temas de interesse da nossa categoria.

Os dirigentes sindicais explicaram que os servidores do Poder Judiciário estão profundamente descontentes com o fato de terem sido desprezados pelo governo federal na política de atualização salarial. O presidente Bolsonaro informou no final de 2021 que seriam concedidos reajustes apenas para a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Departamento Penitenciário Nacional.

“Os servidores do Poder Judiciário já acumulam mais de 50% de defasagem salarial. Estamos sofrendo há anos com perdas inflacionárias e com o confisco provocado pela Reforma da Previdência. A questão da recomposição salarial é um pleito emergencial que necessita ser encaminhado pela cúpula do Poder Judiciário”, defendeu o coordenador-geral Abdias Trajano.

“Nós queremos o mesmo tratamento que está sendo dado às outras carreiras. Dia após dia, temos batido metas de produtividade, oferecido prestação jurisdicional de excelência e combatido a corrupção com todo vigor… não há dúvidas de que merecemos respeito e a devida atenção por parte do governo federal, que não pode nos manter no ostracismo. O Sindjus-DF vai começar as discussões do novo PCS, que é fundamental para manter viva a nossa carreira, que vem sendo atacada e desvalorizada”, afirmou Cledo Vieira, coordenador de Assuntos Jurídicos.

O Secretário-Geral, Valter Shuenquener de Araújo, informou que o presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, já está atento à essa questão salarial e à conjuntura nacional. Disse ainda que vai transmitir ao ministro Fux essa preocupação do Sindjus-DF.

Em relação às outras questões detalhadas pelos coordenadores do Sindicato – reenquadramento dos auxiliares remanescentes, NS para técnicos, e consolidação da Polícia Judicial – o Secretário-Geral afirmou que está aguardando o posicionamento, bem como os devidos encaminhamentos do Fórum de Carreira, através do conselheiro Bandeira de Mello.

🔥593 Total de Visualizações