Sindjus repudia ataques do ex-deputado federal Roberto Jefferson e se solidariza à ministra do STF e TSE Cármen Lúcia e aos Agentes da Polícia Federal

O Sindjus expressa total repúdio aos atos injustificáveis praticados pelo ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB), que, no dia 21 de outubro, atacou, através de um vídeo extremamente ultrajante, a ministra do STF e TSE Cármen Lúcia, e dois dias depois, resistiu a uma ordem de prisão vinda do STF e atacou agentes da Polícia Federal.

Jefferson, que é investigado pelo STF, cumpria prisão domiciliar e estava proibido de se comunicar pelas redes sociais. Porém, isso não o impediu de atacar a ministra Cármen Lúcia com uma série de ofensas e xingamentos, utilizando de expressões torpes e palavras de baixo calão, incentivando e disseminando o ódio e a violência contra as mulheres.

No dia 23 de outubro, Roberto Jefferson desrespeitou ordem de prisão do STF e atacou policiais federais com disparos de fuzil e granadas, ferindo a agente Karina Oliveira e o delegado Marcelo Villela.

Diante desses lamentáveis episódios, o Sindjus presta sua solidariedade à Excelentíssima Ministra Cármen Lúcia e aos agentes da Polícia Federal feridos em trabalho, repudiando, com veemência, as atitudes de Roberto Jefferson e reforçando a necessidade de respeito às instituições e ao regime democrático.

🔥97 Total de Visualizações