TJ promete a maior greve já vista

“Vamos construir no dia 18 a maior greve que o Judiciário já fez”. Essa foi a constatação da diretora do Sindjus, Sheila Tinoco, ao ver as centenas de servidores que lotaram os gramados na frente do palácio do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT).

E pelo que se pode ver no piquete da tarde desta quinta-feira (12) a diretora Sheila Tinoco tem razão ao afirmar que a greve que está se desenhando vai entrar para a história. “Sem luta não há vida. Nós estamos sendo empurrados por uma greve pelo próprio governo e pelos ministros do Poder Judiciário que não tomam uma decisão a respeito do nosso aumento salarial”, disse Ivâ teixeira, técnico do Fórum do Gama que estava se manifestando. “O único caminho que existe para nossa categoria é parar. Não temos outra saída. Nossa única opção é pressionar o governo e as lideranças do judiciário”, confirmou Vitruvio Alencar, analista que trabalha na sede e desceu para participar do ato.

Esse reajuste para suprir as perdas salariais da inflação dos últimos cinco anos é o que está levando diariamente servidores do Judiciário às ruas em paralisações setoriais de 24 horas. No TJDFT os servidores empunharam bandeiras, apitaram e fizeram coro “Servidores na rua, Peluso a culpa é sua”.

Os servidores do TJDF deram a volta nos prédios do Tribunal seguindo o trio elétrico para mostrar que não dá mais para ficar parado. “É necessário que o TJ tenha uma posição institucional cobrando o nosso reajuste”, disse Jailton Assis, diretor do sindicato provando que agora os servidores não esperam uma atitude apenas do ministro Peluso, mas de todos os presidentes de tribunais. Na sexta-feira (13) será a vez do STJ e do TST pararem mostrando que o espírito de greve na categoria está crescendo a cada dia.

🔥36 Total de Visualizações