Jornal de Brasília: Confronto na Esplanada

Já os servidores do Poder Judiciário radicalizaram o movimento.
Em mais um dia de confrontos entre grevistas e policiais militares,
servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público da União
fizeram uma barulhenta manifestação ontem em frente ao Palácio do
Planalto, derrubaram grades de proteção e atrasaram a cerimônia
diária de arriamento da bandeira. O Executivo ofereceu 15,8% de
aumento para servidores do Judiciário de forma escalonada, em três
anos. O porcentual foi rejeitado pela categoria. “15,8% é humilhação”,
diziam. A manifestação começou em frente à sede do Supremo
Tribunal Federal (STF), onde está sendo julgado o processo do
mensalão. Depois, os servidores seguiram para o Palácio do Planalto
e entraram em confronto com a PM. Os policiais tentaram deter os
manifestantes com golpes de cassetete. Paus e líquidos foram
atirados em direção aos policiais, que revidaram com spray de
pimenta. De acordo com o tenente-coronel Antônio Carlos,
responsável pelo policiamento, não houve feridos nem servidores
presos. “O trânsito ficou parado na região por uma hora.

🔥8 Total de Visualizações