Sindjus acompanha sabatina de Janot no Senado

claritin pregnancy rating

claritin pregnancy third trimester carp-fishing.nl

Os coordenadores do Sindjus Ana Paula Cusinato e José Oliveira (Zezinho), juntamente com servidores do MPU, acompanharam, na Comissão de Constituição de Cidadania e Justiça do Senado Federal, nesta quinta-feira (29), a sabatina do subprocurador Rodrigo Janot, indicado para o cargo de procurador-geral da República.

Para Janot, é o momento de a instituição fazer uma “autocrítica” além de ampliar o diálogo com a sociedade e com próprio o Congresso Nacional. Prometeu, se tiver sua indicação confirmada, criar uma secretaria de relações institucionais para ter um contato direto com o Congresso.

“Parafraseando os versos do compositor Djavan, o Ministério Público não pode ser uma ilha a centenas de milhas daqui. Não deve se isolar do convívio institucional, não deve negar-se à dimensão pública do seu ministério”, disse Janot. “A marca da minha trajetória funcional até aqui revela ser fundamental que o Ministério Público esteja sempre aberto ao dialogo e à interação institucional”, acrescentou.

Para Ana Paula Cusinato é fundamental que essa abertura de diálogo englobe os servidores, que precisam ser recebidos e ouvidos pelo novo PGR para tratar de questões fundamentais à carreira que há tempos está esquecida pela administração. “Acompanhamos a sabatina porque queremos, desde já, construir uma ponte com essa nova gestão. E que, como afirmou Janot, seja uma gestão voltada ao diálogo.”, explicou a coordenadora.

O nome de Janot foi aprovado, por 22 votos a 2, pela CCJ do Senado.

🔥9 Total de Visualizações