DG do STF informa que negociação pelo reajuste continua aberta

Os coordenadores do Sindjus Cledo Vieira, Jailton Assis e José Oliveira (Zezinho), acompanhados de dirigentes da Fenajufe e do Sisejufe, reuniram-se, na tarde desta quarta-feira (3), com o diretor-geral do STF, Amarildo Vieira, que informou que as movimentações para viabilizar o PL 7920 e o PL 7917 continuam em curso.

Nos últimos dias, Amarildo manteve contato com o relator-geral da LOA (Lei Orçamentária Anual), senador Romero Jucá, na tentativa de garantir os recursos orçamentários para 2015, que têm sido colocados como pré-requisitos para aprovar os projetos de reajuste. Importante lembrar que Jucá já tinha se comprometido em ajudar nessa questão.

O fato do projeto da magistratura ainda ter de ser discutido em Plenário reforça a necessidade de se buscar a inclusão dos recursos no Anexo V do Orçamento. O presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, conversou com o relator da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), senador Vital do Rêgo, trabalhando os ajustes necessários.

O Sindjus insistiu que caso esses recursos sejam garantidos é possível e viável a votação do PL 7920 junto com o PL 7917 utilizando o requerimento de urgência que está sobre a mesa, desde que haja o contato do ministro Lewandowski com os líderes.

O DG informou ainda que realizou reunião com Lewandowski e Janot e que os dois continuam a tocar a negociação de forma conjunta no intuito de fechar o acordo com o Executivo. Amarildo afirmou que Lewandowski já conversou duas vezes com a presidenta Dilma e que se preciso for voltará a procurá-la quantas vezes por necessário para concretizar esse reajuste.

Paralelamente a esse processo de negociação, o diretor-geral tem cuidado pessoalmente da parte técnica com a SOF, inclusive trabalhando o cenário da primeira parcela do plano para novembro de 2015.

Como não temos nada garantido, o Sindjus reforça a necessidade dos servidores intensificarem a mobilização. No dia 10, há duas atividades. Pela manhã, haverá reunião da CFT. O Sindjus vai confirmar se os projetos estarão na pauta da reunião e, caso estejam, convocará os servidores e o comando de mobilização para pressionar os parlamentares.

No entanto, a atividade principal do dia 10, que todos devem participar, é o Ato pelo Reajuste Para Todos, às 15h, em frente ao STF.

🔥17 Total de Visualizações