Sindjus acompanha reunião do CNJ e se reúne com relator sobre criação da polícia do PJU



Na manhã desta terça-feira (5/6), os coordenadores do Sindjus-DF Costa Neto e Roniel Andrade compareceram à reunião do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com o objetivo de acompanhar a análise da consulta sobre a criação da Polícia Institucional do Poder Judiciário. No entanto, a Consulta nº 0001370-24.2012.2.00.0000, que era o item 89 da pauta, não foi julgada. O Sindicato, que vem acompanhando todas as reuniões do CNJ, pede para que os agentes de segurança fiquem atentos às próximas informações e convocações sobre esse tema, que é de extrema relevância para a categoria.

Durante a tarde, os coordenadores supracitados se reuniram com o relator da consulta em questão, conselheiro Fernando Mattos. Na oportunidade, os dirigentes discorreram sobre o cenário de violência e criminalidade que afeta membros, servidores e cidadãos que procuram a Justiça, argumentando sobre a necessidade de o Judiciário ter uma polícia própria. Para isso, destacaram a importância do CNJ aprovar uma regulamentação para que essa polícia institucional se transforme em realidade. Os dirigentes defenderam ainda que os servidores atuantes na área de segurança dos tribunais devem ser investidos no poder de polícia administrativa.

Fernando Mattos afirmou não haver objeções quanto à aprovação da consulta e declarou ser favorável à necessidade de uma padronização para a instituição da Polícia em todos os Tribunais do país, respeitando-se as particularidades de cada região. O relator acredita que a matéria seja apreciada na próxima sessão do Conselho Nacional.

🔥49 Total de Visualizações