3ª fase da campanha do Sindjus-DF contra a Reforma Administrativa ganha as ruas do Distrito Federal, Rondônia e Acre


Apadrinhamento, privatização do Estado, redução dos serviços públicos e fim dos concursos. Essas são algumas das mazelas embutidas na PEC 32/2020, que trata da Reforma Administrativa, apontadas na 3ª Fase da Campanha do Sindjus-DF, em parceria com a ASMPF.

Na campanha, o Sindicato alerta para as inconstitucionalidades previstas na PEC 32, que desmontam os serviços públicos em todas as esferas e colocam a população em situação de vulnerabilidade e condições sociais ainda mais graves.

As peças podem ser conferidas em outdoors localizados em pontos estratégicos do Distrito Federal, como EPTG, SIA, Sobradinho, Santa Maria/Gama, Jardim Botânico, Aeroporto e Estrutural. A campanha também está em totens espalhados pela Rodoviária do Plano Piloto e na TV Minuto, do Metrô-DF.

Há ainda painéis de LED no Pistão Norte, BR 020, Pistão Sul, EPIA e EPTG. O Sindjus-DF também está divulgando a iniciativa em dezenas de busdoors. Segundo o coordenador-geral do Sindjus-DF, o objetivo é garantir que as peças sejam vistas pelo maior número de pessoas possível, de modo a alertar a população sobre os riscos embutidos na PEC 32, que desmontam o serviço público e o estado de bem-estar social concebido na CF/88.

” A PEC 32 traz, em seu texto, uma proposta de sucateamento dos serviços públicos, reduzindo-os com o mínimo de qualidade para a população. Precisamos que a sociedade tome conhecimento dessa barbaridade e se engaje na luta contra a Reforma Administrativa”, pontuou Costa Neto.

Rondônia e Acre

A campanha também chegou aos estados de Rondônia e Acre, onde o Sindjus-DF tem representatividade. Em diversos outdoors pelas capitais, a entidade também traz o alerta para a população do Norte do país.

Ajude-nos na divulgação da campanha. Ao ver uma das peças, tire foto, poste nas redes sociais e marque os perfis do Sindjus-DF. Juntos somos mais fortes!

🔥113 Total de Visualizações