Assembleia-geral histórica do Sindjus-DF aprova sem ressalvas prestação de contas 2019/2020, realização do Congresso da entidade e outros pontos importantes

Em assembleia-geral ordinária histórica, realizada nesta terça-feira (30/11), no auditório externo do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e que transcorreu com muita tranquilidade, os filiados do Sindjus-DF aprovaram, por expressiva maioria e de forma inconteste, a prestação de contas do período de junho de 2019 a maio de 2020 e a prestação de contas de junho a dezembro de 2020, ambas sem ressalvas. A decisão da assembleia corrobora a gestão proba, transparente e eficiente realizada pela Direção da entidade.

Com a participação de filiados do Distrito Federal, de forma presencial, e do Norte, no formato virtual, a assembleia ainda aprovou a previsão orçamentária para 2022, com a inclusão da Revista Científica Jurídica do Sindjus-DF, que foi proposta pelos colegas de Rondônia e Acre, a realização do Congresso da entidade e outros pontos de suma importância.

A coordenadora de Administração e Finanças Ednete Bezerra fez uma apresentação detalhada e bastante didática sobre o choque de gestão que vem sendo aplicado no Sindjus-DF e pautado pelo saneamento das contas e por investimentos responsáveis, que visam atender exclusivamente as demandas da categoria. Ednete discorreu sobre o resgate da saúde financeira e patrimonial do nosso Sindicato, que se encontrava sucateado e com muitas dívidas, inclusive fiscais e previdenciárias, quando do recebimento da entidade em 2015.

Em sua apresentação, a coordenadora de Administração discorreu sobre a prestação de contas, demonstrando a evolução financeira e aumento patrimonial significativo da entidade com a aquisição da nova Sede e benfeitorias nela realizadas e também no CEFIS, bem como as boas práticas de gestão administrativa e de recursos utilizados, que levaram à redução drástica de custos e despesas em várias áreas como, por exemplo, na manutenção e gastos com combustível dos veículos, gastos no CEFIS com energia elétrica, salva-vidas e segurança, serviços médicos, etc.

A assembleia aprovou também por larga maioria a venda das salas do Sindjus-DF que ficam no Conic, para aquisição de novas salas no Edifício Brasília Trade Center, espaço mais seguro e valorizado onde o Sindjus-DF está localizado atualmente.

“As salas do Conic foram colocadas para aluguel, mas não conseguimos até o momento alugá-las. A diretoria resolveu, considerando uma proposta apresentada pelo Conselho Fiscal, propor a venda das antigas salas e compra de novas salas onde hoje funciona a nova Sede do Sindjus-DF”, pontuou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

Para o coordenador-geral do Sindjus-DF Chico Vaz, “o principal objetivo da proposta é o de valorizar ainda mais o patrimônio do Sindicato, uma vez que o Conic (SDS) é um local com dificuldades de estacionamento e alto índice de violência, além de outros inconvenientes, e o prédio da sede antiga é repleto de limitações e problemas estruturais. Sem dúvida, foi uma decisão acertada, que visa melhorar o patrimônio da entidade.”

Congresso do Sindjus-DF

Outra pauta aprovada por ampla maioria durante a assembleia-geral ordinária foi a realização do Congresso do Sindjus-DF no ano que vem. A pauta do congresso deve contemplar temas importantes como: o plano de cargos e salários e reajuste de benefícios e auxílios, reforma estatutária, analisar a situação específica da categoria, as condições de funcionamento e desenvolvimento da sociedade brasileira e deliberar sobre programas de trabalho do sindicato, nível superior para técnicos e extinção do cargo, auxílio saúde, planos de saúde, polícia judicial e do MP, entre outros.

Foi aprovado pela assembleia que a Diretoria do Sindjus-DF escolherá a data e o local do Congresso e que o mesmo será realizado em três dias. Também foram aprovados os seguintes critérios de participação. 1. Delegados natos ao Congresso: Diretoria do Sindjus-DF (titulares e suplentes), Conselho Fiscal (titulares e suplentes) e Delegados Sindicais eleitos; 2. Delegados eleitos em assembleias setoriais da seguinte forma: dois delegados por cada órgão do Judiciário, dois pelo MPU, dois pelo MPDFT, dois pelo MPT, dois pelo MPM, um pelo CNMP e um pela Escola Superior do MPU.

A assembleia elegeu para a Comissão organizadora do Congresso os colegas Wite Villela, Valdir Nunes, Antonieta Alves Silveira e Luíza Pereira Barbosa, como titulares, e os colegas Maria Nilta e Osmaldo como suplentes.

Durante a assembleia também foi aprovada a alteração do endereço da Sede do Sindjus-DF para o Setor Comercial Norte, Bloco C, Edifício Brasília Trade Center, Salas 201 a 208. A nova sede foi inaugurada no dia 25 de maio de 2021, em plenas condições de funcionamento para o Sindicato, oferecendo um espaço à altura da nossa categoria, que merece ser muito bem recebida e tratada.

“Em 2022, vamos continuar a luta ferrenha contra a Reforma Administrativa, bem como intensificar as mobilizações por nossa recomposição salarial, por nosso plano de carreira, pelo NS, direito de advogar, Polícia Judicial e do MP, e reenquadramento dos auxiliares, que foi aprovado pelo Fórum de Carreira, mas precisa passar pelo Congresso Nacional. Temos muito trabalho pela frente”, afirmou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

A assembleia foi realizada presencialmente no auditório externo do STJ, com todo conforto aos presentes, e também por videoconferência para atender os servidores dos estados do Acre, Rondônia e Roraima. Foi a primeira vez que realizamos um evento deste porte integrando os colegas do Distrito Federal e do Norte. E tudo transcorreu de forma tranquila e com sucesso. O Sindjus-DF agradece a todos os que participaram e contribuíram com o fortalecimento do nosso Sindicato.

Para o coordenador-geral Costa Neto, a categoria demonstrou grande compromisso e maturidade ao participar em número bastante expressivo dessa assembleia que atestou a lisura com que estamos conduzindo o Sindicato. “Não há dúvidas de que trabalhamos exclusivamente para os servidores do Poder Judiciário e do MPU. O fato de sermos uma Direção com esse viés tem possibilitado que o Sindjus-DF se consolide como um dos principais sindicatos do País, transitando em todos os espaços democráticos de luta e ocupando um lugar de protagonismo nacional na defesa dos serviços e servidores públicos. Sem dúvida, estamos honrando com muito suor, dedicação e responsabilidade cada centavo que os filiados têm investido no Sindicato”, afirmou Costa Neto.

🔥142 Total de Visualizações