Em reunião com Ministro Og Fernandes e com o vice-presidente do TRF 1ª Região, Sindjus apresenta argumentos para não absorção dos Quintos

Na última terça-feira (16/5), o coordenador jurídico do Sindjus, Cledo Vieira, esteve com o vice-presidente do TRF1, Marcos Augusto de Sousa, pedindo apoio para a não absorção dos Quintos para os servidores do Poder Judiciário, em especial para o Conselho da Justiça Federal. O vice-presidente estará na reunião do Conselho da Justiça Federal, no próximo dia 29 de maio. Na oportunidade, o Sindjus estará lá para entrega de memoriais aos demais membros do Conselho.

O coordenador jurídico do Sindjus, Cledo Vieira, juntamente com os advogados do escritório Ibaneis Advogados, Valdetário Andrade Monteiro e Deyr J. Gomes Júnior, também participaram de uma reunião com o ministro do STJ Og Fernandes para discutir a questão da não absorção dos Quintos para os servidores do Poder Judiciário, em especial para o Conselho da Justiça Federal.

Durante o encontro com o ministro Og Fernandes, que pediu vista do processo que trata da absorção dos quintos em relação aos servidores do Conselho da Justiça Federal e da Justiça Federal, recebeu das mãos do coordenador do Sindjus memoriais que comprovam que a ação dos quintos movida pelo Sindicato já transitou em julgado, diferentemente de outras entidades. A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) foi no sentido de entender que o trânsito em julgado é válido para toda a categoria.

“Esperamos que na sessão do dia 29 de maio o ministro retorne com o processo e reconheça que o título do Sindjus é para toda a categoria e não apenas para uma lista, conforme afirmou a Advocacia-Geral da União (AGU)”, ressaltou Cledo Vieira.

Além disso, durante o encontro, foi discutida a questão da não extinção dos cargos de agentes de polícia no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Ainda na terça, os coordenadores do Sindjus Eiraldo Pimenta e Silvanildo Faria conversaram com Marcos Augusto de Sousa sobre a Polícia Judicial do estado do Pará, fazendo uma menção elogiosa ao trabalho que vem sendo feito por estes agentes.

O Sindjus continuará atuando de forma incansável na defesa dos interesses dos servidores do Poder Judiciário, buscando garantir seus direitos e conquistas. A entidade está empenhada em acompanhar de perto o desdobramento dessa questão e espera obter um desfecho favorável para a categoria.

🔥637 Total de Visualizações